Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por ser armênio, meia do Arsenal é cortado de final da Liga Europa

Decisão foi tomada por preocupação com a segurança do jogador Henrikh Mkhitaryan

O Arsenal anunciou nesta terça-feira, 21, o desfalque do meia armênio Henrikh Mkhitaryan para a final da Liga Europa, contra o Chelsea, em Baku. O clube explicou que, em acordo com a família do atleta, tomou a decisão por precaução diante do conflito histórico entre Armênia e Azerbaijão.

Tabela completa de classificação da Liga Europa 2019

“Estamos muito desapontados em anunciar que Henrikh Mkhitaryan não viajará com a equipe para a final da Liga Europa. Analisamos várias possibilidades para ele jogar, mas depois de discutir com sua família, concordamos em deixá-lo de fora. Escrevemos uma carta para a Uefa expressando nossas preocupações sobre esta situação”, publicou o clube, em nota.

Armênia e Azerbaijão guerrearam por anos no século passado pela região de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países. A guerra acabou em 1994, com um cessar-fogo não oficial mediado pela Rússia. Os conflitos armados, porém, continuam até hoje, causando preocupações ao Arsenal e aos familiares de Mkhitaryan, jogador importante do clube na temporada.

O meia de 30 anos disputou 39 partidas pelo clube nesta temporada – 11 delas na Liga Europa – e marcou seis gols. “Mkhitaryan foi fundamental para a campanha que nos levou à final, seu desfalque é uma grande derrota para nós. Estamos muito tristes de ver um jogador perder uma final europeia por circunstâncias como essa”, finalizou o Arsenal.

O Arsenal já havia criticado publicamente a final no Azerbaijão, porque seus torcedores, assim como os do Chelsea, só terão direito a 6.000 lugares no estádio Olímpico de Baku, que tem capacidade para receber até 68.700 pessoas. “O tempo dirá se será possível chegar aos 6.000 torcedores do Arsenal dispostos a ir a este jogo, devido à escolha da Uefa por uma final em uma sede tão limitada em termos de logística de transportes. Isto simplesmente não está certo”, disse o clube.

O Arsenal enfrenta o Chelsea no próximo dia 29, a partir das 16h (de Brasília), no estádio Olímpico de Baku.