Clique e assine a partir de 8,90/mês

Por que o Real Madrid não jogará mais no Santiago Bernabéu nesta temporada

Equipe madrilhenha antecipará reforma de seu palco principal e mandará as partidas no acanhado Alfredo Di Stéfano, estádio construído no CT do clube

Por Danilo Monteiro - Atualizado em 18 jun 2020, 10h59 - Publicado em 18 jun 2020, 10h53

Dentre as principais curiosidades do “novo futebol” após a pandemia do coronavírus, estão os jogos do Real Madrid no estádio Alfredo Di Stéfano, a casa temporária dos madrilenhos durante a retomada do Campeonato Espanhol. Nesta quinta-feira, às 17 horas, a equipe madrilhenha receberá o Valencia no acanhado estádio – a capacidade é de apenas 6 000 pessoas, que estarão vazias –, construído dentro do centro de treinamento do clube. Normalmente, o palco é usado pelo Castilla, o time B do Real, mas agora receberá os jogos do time principal pelo menos até o governo liberar a presença de público em eventos esportivos.

Tabela completa de jogos do Campeonato Espanhol 2019/20

O Di Stéfano só havia sido utilizado pela equipe principal do Real Madrid em sua inauguração, em 2006, quando o time da casa goleou Stade Reims, da França, por 6 a 1, em uma reedição da final da primeira edição da Liga dos Campeões, em 1956. O zagueiro Sergio Ramos marcou o primeiro gol do Di Stéfano, mas também balançou as redes no último domingo, quando o Real reestreou em La Liga e bateu o Eibar por 3 a 1.

O estádio Alfredo Di Stéfano, casa do Real Madrid Castilla Real Madrid/Getty Images

A casa tradicional do Real, o grandioso Santiago Bernabéu, costuma receber 80 000 torcedores a cada partida, porém receberá apenas máquinas e equipamentos em 2020. O Real Madrid aproveitou a paralisação causada pela pandemia de coronavírus para acelerar a reforma de seu estádio, que promete ser o maior e mais moderno do mundo. A reforma tinha previsão de ser finalizada em 2023, mas o período de jogos sem público deve antecipar a reinauguração.

O Real Madrid investirá cerca de 821 milhões de euros (cerca de 4,7 bilhões de reais) na reforma do Bernabéu, segundo informações do jornal espanhol El Mundo. O pagamento será realizado em até 25 anos e, de acordo com o presidente Florentino Pérez, não afetará o planejamento do departamento de futebol e nem o calendário esportivo do time principal.

O vultuoso investimento na reforma é justificado pelo projeto apresentado em 2013. O novo estádio terá um design moderno, além de novos atrativos, como áreas comerciais que lembram um shopping, teto retrátil e telões fora do estádio, que combinarão com praças construídas em volta do Bernabéu. Na última semana, o clube publicou um vídeo com a evolução das obras, que começaram em junho de 2019.

Continua após a publicidade

Confira o projeto e o andamento das obras do Santiago Bernabéu

Continua após a publicidade
Publicidade