Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pochettino: ‘Queremos fazer história e sabemos como vencer’

Treinador do Tottenham quer que seus atletas "desfrutem como se fossem crianças" na decisão da Liga dos Campoeões contra o Liverpool, em Madri

O técnico argentino Mauricio Pochettino, do Tottenham, esbanjou confiança na tarde desta sexta-feira, 31, em entrevista coletiva concedida na véspera da final da Liga dos Campeões diante do Liverpool, que será disputada no Estádio Wanda Metropolitano, em Madri, às 16h (de Brasília), do sábado, 1º. Segundo ele, apesar de o clube de Londres jamais ter conquistado o troféu e estar diante de uma equipe cinco vezes campeã, não há o que temer.

“Queremos fazer história no futebol, e amanhã sabemos que é preciso vencer para alcançar”, afirmou Pochettino, que, assim como o adversário Jürgen Klopp, demonstrou bom humor. O argentino chegou a ficar de pé, para mostrar a silhueta, ao ser questionado se perdeu peso durante a campanha do Tottenham na Liga dos Campeões, especialmente, nas classificações diante Manchester City e Ajax, seladas nos instantes finais.

“Uma final da Champions é sempre diferente de tudo a nível mental e de concentração. Amanhã temos de estar preparados, voltar a sentir a emoção de algumas semanas atrás. Com todo este estresse, devemos sentir segurança, jogar livres como quando éramos crianças. A chave é não pensar que há 1 bilhão de pessoas assistindo, sair para o campo e desfrutar”, declarou.

“Tudo foi incrível. Curtimos a caminhada, acho que a atmosfera foi genial, em uma imensa concentração. Fico orgulhoso, porque os jogadores foram muito abertos ao trabalho e a aceitar nossas propostas. Acho que estamos prontos. Nos conhecemos bem, e a chave é ter ambição de vencer”, completou o treinador de 47 anos, que está desde 2014 no clube de Londres e ainda não conquistou um título.

Harry Kane deve voltar ao time (Ian Kington/IKIMAGES/AFP)

Mistério sobre Kane – Questionado se já havia decidido sobre a presença do atacante inglês Harry Kane, fora da equipe desde a ida das quartas de final, no início de abril, por lesão, Pochettino despistou.

“Ainda não decidi o time. Temos um treino e depois decidirei”, admitiu o treinador argentino, que em relação ao onze a apresentar admite que a decisão será sempre complicada. “Não é fácil tomar uma decisão, mas também não foi nas quartas de finais e nas semifinais. Em cada jogo há que tomar decisões dessa natureza e amanhã temos de tomá-las. Temos de ter o máximo de informação possível. Só podem jogar onze e não é fácil deixar alguém no banco”.