Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Pochettino: ‘Prefiro voltar à minha fazenda a dirigir o Barça’

Treinador argentino do Tottenham é ídolo do Espanyol, rival catalão do Barcelona. Sobre trabalhar no Real Madrid, desconversou: "Nunca se sabe'

Por Da redação - 26 jan 2018, 14h46

O treinador argentino Maurício Pochettino, do Tottenhamestá em alta. Após temporadas de sucesso no clube londrino, o ex-jogador de 45 anos já foi cotado para assumir gigantes do continente, como o Real Madrid e o Barcelona. No entanto, por suas ligações com o Espanyol, o “primo pobre” da Catalunha, Pochettino garante: jamais treinará o Barcelona.

O argentino defendeu o Espanyol como atleta por nove temporadas e como treinador por outras três. Formado no Newell’s Old Boys e consagrado no Tottenham, ele jurou fidelidade a estas três camisas e disse que nunca dirigiria os rivais.

“Nunca vou ser treinador do Barcelona ou do Arsenal, porque estou muito ligado ao Espanyol e ao Tottenham. Comecei a carreira no Newell´s Old Boys e nunca treinaria o Rosario Central. Prefiro trabalhar na minha fazenda, na Argentina, a treinar certos clubes”, explicou Pochettino.

No Tottenham desde 2014, o argentino disse que “trabalha como se fosse permanecer no clube para sempre”, mas deixou em aberto seu futuro ao responder com um “nunca se sabe” ao ser perguntado se treinaria o Real Madrid em uma possível saída de Zinedine Zidane, que balança no cargo.

Publicidade