Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Philippe Coutinho tenta obter cidadania portuguesa

Medida ajudaria o Barcelona, que atingiu limite de estrangeiros contratados e busca solução para ter o volante Artur, do Grêmio

Recém-chegado ao Barcelona, o meia brasileiro Philippe Coutinho pode obter nacionalidade portuguesa para ajudar o clube espanhol. Segunda maior contratação de todos os tempos no futebol (160 milhões de euros), o jogador da seleção brasileira é um dos três atletas não-europeus do atual elenco. Como cada clube espanhol só pode inscrever três atletas nesta situação, a naturalização de Coutinho poderia abrir uma vaga para a chegada de um novo estrangeiro.

O brasileiro Paulinho e o colombiano Yerry Mina são os outros dois atletas não-europeus do Barcelona. Coutinho, casado com a brasileira Aine, que já tem o passaporte português, é quem tem a melhor possibilidade de tirar um passaporte europeu. O clube negocia a contratação do volante Artur, destaque do Grêmio na última temporada, que também não tem passaporte europeu.

Coutinho explicou ao jornal catalão Mundo Deportivo que pode conseguir o passaporte comunitário por meio de sua esposa, por estar casado há mais de três anos, desde dezembro de 2012. Caso consiga o passaporte, o meia não perderá o direito de defender a seleção brasileira – e não poderá ser convocado por Portugal, por já ter atuado em partidas oficiais pelo Brasil.

Ainda segundo o jornal, Barcelona e Grêmio chegaram a um acordo para que Artur reforce o clube catalão a partir de janeiro de 2019. O Barcelona está disposto a pagar 25 milhões de euros (100 milhões de reais) por 60% dos direitos do jogador.

Happy Valentine’s day my love! ❤️

A post shared by Aine Coutinho (@ainee.c) on