Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Paulistão: Palmeiras goleia e avança; Santos passa no sufoco

Com os resultados desta quarta, três dos grandes já se garantiram na semifinal; Corinthians joga nesta quinta

Três dos quatro grande de São Paulo já garantiram vagas nas semifinais do Campeonato Paulista. Depois da vitória são-paulina sobre o São Caetano na terça, foi a vez de Santos – nos pênaltis – e Palmeiras – por goleada – avançarem para a próxima fase com os resultados desta quarta. Já o Corinthians enfrenta o Bragantino nesta quinta e precisa vencer para se juntar aos rivais.

Vila Belmiro

Depois do empate sem gols em Ribeirão Preto, Santos e Botafogo voltaram a ficar no zero a zero nesta quarta. Debaixo de muita chuva na Vila Belmiro, o time da casa não conseguiu furar a retranca e as boas defesas do goleiro visitante durante os 90 minutos de jogos.

A falta de pontaria continuou na disputa de pênaltis. O Santos perdeu duas cobranças e mesmo assim conseguiu eliminar o Botafogo, que desperdiçou três chutes. Gabigol, Diogo Vitor e Arthur Gomes marcaram para o alvinegro. Vitor Bueno cobrou para defesa de Tiago Cardoso e Lucas Veríssimo isolou. Pelo Botafogo, Jheimy fez, mas Bruno Moraes, Dodô e Willian Oliveira isolaram a bola e deram a classificação à equipe da casa.

Jogadores do Santos comemoram classificação para a semifinal do Campeonato Paulista, após vencerem o Botafogo de Ribeirão Preto nos pênaltis, na Vila Belmiro (Marcello Zambrana/AGIF/Folhapress)

Allianz Parque

Jogando bem, o Palmeiras goleou o Novorizontino e desponta como o grande favorito ao título paulista. Após vencer por 3 a 0 no interior, o alviverde fez 5 a 0 no adversário com uma grande atuação coletiva que teve como destaque individual o meia Lucas Lima, que participou das jogadas de quatro gols.

A marcação desorganizada de um Novorizontino que precisava atacar também contribuiu. O time alviverde não sentiu a falta de Borja, cedido à seleção colombiana. Tudo começou a fluir cedo para o Palmeiras porque aos seis minutos Bruno Henrique abriu o placar, aos 18, Keno encobriu o goleiro e fez outro, para depois Willian e Dudu fazerem de novo, aos 34 e 46. Tudo isso no primeiro tempo. O time poderia escolher por qual caminho chegar ao gol, pois não havia resistência, tampouco ameaça nos contragolpes.

A facilidade possibilitou ao time fazer experiências na segunda etapa. O zagueiro Edu Dracena atuou pela primeira vez no ano, Tchê Tchê entrou na lateral para dar descanso a Marcos Rocha e o garoto Papagaio também jogou. Uma aposta, porém, não deu certo. Felipe Melo tentou cobrar pênalti, mas chutou por cima e desperdiçou a chance do quinto gol. Esse revés foi muito pouco diante de uma noite de gala, até porque Papagaio selaria o resultado.

(Com Estadão Conteúdo)