Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palmeiras vence Santos nos pênaltis e chega à final do Paulistão

Após vitória santista por 2 a 1 no tempo normal, goleiro Jailson defendeu cobrança de Diogo Vitor e levou o Palmeiras à decisão

Sob muita chuva e em clássico tenso no Pacaembu, o Palmeiras se classificou à final do Campeonato Paulista de 2018 ao bater o Santos, nos pênaltis, após vitória santista por 2 a 1 no tempo normal, na noite desta terça-feira. Eduardo Sasha e Rodrygo marcaram para a equipe santista e Bruno Henrique fez o gol do Palmeiras. Nas penalidades, o goleiro Jailson, destaque do primeiro jogo, voltou a brilhar e defendeu a cobrança de Diogo Vitor.

Na decisão, o Palmeiras enfrentará o vencedor de Corinthians e São Paulo, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h45, no Itaquerão. O São Paulo venceu o primeiro jogo da semifinal por 1 a 0 e joga pelo empate.

O Palmeiras havia vencido o jogo de ida por 1 a 0, mas, diante de mais de 34.000 torcedores alviverdes – os clássicos em São Paulo são disputados com torcida única – não conseguiu confirmar o favoritismo no tempo regulamentar.

O Santos marcou o primeiro aos 13 minutos do primeiro tempo: Daniel Guedes fez bom cruzamento para Eduardo Sasha, que superou o goleiro Jaílson com uma cabeçada acrobática. O Palmeiras empatou logo na sequência, quando o volante Bruno Henrique aproveitou rebote na entrada da área e acertou um forte chute rasteiro, sem chances para Vanderlei.

O jogo ficou tenso, com excesso de faltas duras e cartões amarelos. E o Santos chegou ao segundo gol em jogada estranha. Após rebatidas na área, a bola sobrou para Rodrygo, que empurrou para o gol, aos 40 minutos.

No segundo tempo, o jogo foi mais truncado, com as duas equipes cautelosas, temendo levar o gol que representaria a eliminação. Os erros de passes irritaram a torcida do Palmeiras e o técnico Roger Machado mexeu no time com as entradas de Alejandro Guerra, Deyverson e Moisés. O jogo, no entanto, seguiu nervoso, sem chances claras de gol, e a decisão foi para os pênaltis.

Nas cobranças, Dudu marcou o primeiro para o Palmeiras e Gabriel Barbosa empatou para o Santos. Tchê Tchê e Victor Luís acertaram; assim como santista Jean Mota. Na terceira cobrança, Jaílson defendeu a cobrança de Diogo Vitor e Moisés deixou o Palmeiras na frente. Arthur Gomes deu sobrevida ao Santos, mas Guerra marcou o gol que classificou o Palmeiras à decisão, com vitória por 5 a 3. O time alviverde não conquista o título desde 2008.