Clique e assine a partir de 9,90/mês

Palmeiras confirma Anderson Barros como novo diretor de futebol

Dirigente trocou o Botafogo pelo clube paulista

Por Da redação - Atualizado em 11 dez 2019, 18h38 - Publicado em 11 dez 2019, 18h26

A incerteza envolvendo o nome do novo diretor de futebol do Palmeiras terminou na tarde desta quarta-feira, 11. Anderson Barros se desligou do Botafogo e firmou contrato por duas temporadas com o clube paulista. O profissional de 51 anos, com passagens por Flamengo, Figueirense, Bahia, Coritiba, Vitória e Vasco da Gama, não era a primeira opção do Palmeiras para suceder o demitido Alexandre Mattos.

Antes, o clube negociou com Thiago Scuro, do Red Bull Bragantino, Rodrigo Caetano, do Internacional, e Diego Cerri, do Bahia, mas não chegou a um acordo. Anderson Barros é formado em Educação Física pela UFRJ e bacharel em direito pela Gama Filho, além de pós-graduado em administração esportiva pela Getúlio Vargas.

Em mais de duas décadas como dirigente, acumula seis títulos estaduais (2004 pelo Flamengo, 2006 e 2008 pelo Figueirense, 2010 e 2018 pelo Botafogo e 2016 pelo Vitória). Nesta temporada, o Botafogo terminou na 15ª colocação, fora até da zona de classificação da Copa Sul-Americana.

O Palmeiras agora espera definir a contratação de um novo treinador. Mano Menezes foi demitido no início do mês, junto com Alexandre Mattos, depois de uma goleada em casa diante do campeão Flamengo. O clube negocia com o argentino Jorge Sampaoli, que nesta tarde confirmou sua saída do Santos.

Continua após a publicidade
Publicidade