Clique e assine a partir de 8,90/mês

Pai de Neymar critica Casagrande: ‘abutre’ e ‘oportunista’

Neymar pai não gostou dos comentários do ex-jogador, que chamou o jogador do PSG de mimado

Por Da redação - 15 fev 2018, 18h33

Após o ex-atacante Casagrande chamar Neymar de mimado e o acusar de colocar sua equipe em risco por causa de suas atitudes, o pai do jogador do PSG teceu fortes críticas ao comentarista da Rede Globo em sua conta no Instagram.

Neymar pai chamou Casagrande de “abutre” e “oportunista” após criticar seu filho na derrota do PSG para o Real Madrid. “Por vezes se aproveitam de um microfone forte, de uma carreira de ‘jogador’ (não dá para chamarmos de ‘atleta’ alguém com comportamentos no mínimo questionáveis fora dos gramados) sem muito brilho, sempre a sombra de outros mais talentosos, para destilar suas frustrações”, escreveu o pai.

Ao final do texto, ele promete um “renascimento” do filho e uma derrota ao comentarista, que não teve o nome citado durante todo o texto. “E tenham certeza… como uma fênix ele renascerá, preparado para quantos combates vierem pela frente! Quanto a você, abutre, ficará com fome. E restará engolir suas palavras, tão podres quanto a carniça”, encerrou.

View this post on Instagram

Em uma "guerra" há os que se alimentam de vitórias e há os que, como os abutres, se alimentam da carniça dos derrotados. Nada fazem, nada produzem, vivem do brilho ou, com mais frequencia, de momentos difíceis de suas "presas". No universo do futebol conhecemos muitas pessoas com "comportamento de abutre". Por vezes se aproveitam de um microfone forte, de uma carreira de "jogador" (não dá para chamarmos de "atleta" alguém com comportamentos no mínimo questionáveis fora dos gramados) sem muito brilho, sempre a sombra de outros mais talentosos, para destilar suas frustrações. Aproveitam uma derrota, uma BATALHA perdida, para ficarem a espreita, aguardando a derrota na guerra, para alimentarem seus egos, como os abutres se alimentam de carniça. Não conseguiram nas Olimpíadas do Rio, mas ficaram ali, aguardando a primeira oportunidade, para trazer seu mau agouro. Mas lembrem-se: Perdemos uma batalha, não a guerra. A guerra de meu filho ele "pratica" desde muito jovem, sempre praticando o bom combate, sempre escapando dos abutres, sempre renascendo ainda mais forte !! E, principalmente, respeitando a todos, até mesmo os abutres… Perdemos uma batalha, quanto a guerra, veremos, porque ela durará enquanto ele estiver nos gramados. E tenham certeza… como uma fênix ele renascerá, preparado para quantos combates vierem pela frente! Quanto a você, abutre, ficará com fome. E restará engolir suas palavras, tão podres quanto a carniça. . @neymarjr @rafaella @jotaamancio @davilucca @nadine.goncalves

A post shared by Neymar Pai (@neymarpai_) on

Continua após a publicidade
Publicidade