Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os polêmicos gestos de Cristiano Ronaldo e Simeone

Chamado de estuprador por torcedores do Atlético de Madri, atacante português respondeu citando seu número de títulos da Champions

Atlético de Madrid abriu vantagem sobre a Juventus pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, com uma vitória por 2 a 0 em um jogo bastante intenso e repleto de provocações e polêmicas no Wanda Metropolitano. Dois dos protagonistas do duelo, Cristiano Ronaldo e o técnico Diego Simeone, chamaram a atenção por gestos bastante enfáticos.

Provocado pela torcida de seu velho rival (pelo Real Madrid, fez 22 gols em 29 jogos contra o Atlético), Cristiano deixou o estádio furioso e lembrando aos atleticanos quantas vezes conquistou o torneio. “Tenho cinco Champions, o Atlético, zero. Já veremos na volta”, afirmou o português na zona mista.

Antes, com o jogo ainda em 0 a 0, Cristiano já havia sinalizado cinco com a mão, em direção a uma parte da torcida que o chamava, entre outras ofensas, de violador e sonegador – em referência às acusações de estupro e fraude fiscal que o atacante enfrenta. Das cinco Ligas dos Campeões que Cristiano conquistou, duas foram com vitórias sobre o próprio Atlético, que jamais levantou a taça, na decisão.

‘Temos colhões’

Do lado vencedor, Diego Simeone também teve de responder sobre um gesto exagerado que teve, ao comemorar o primeiro gol, marcado por José Jimenez. O técnico argentino se virou contra sua própria torcida e tocou as partes íntimas, sinalizando a “coragem” de seu time. “Significa que temos colhões, muitos colhões. Já fiz esse gesto quando era jogador. Para escalar Diego Costa e Koke depois de um mês sem jogarem, eu tinha de ter colhões e o fiz.”

Por não ter feito o gesto em direção à torcida adversária, o que poderia configurar uma ofensa, é pouco provável que Simeone seja punido pela Uefa. Com a vitória, o Atlético pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta, em Turim, no dia 12 de março, para avançar às quartas de final.