Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Os destaques do Al Hilal, o time que quer estragar a festa do Flamengo

Ex-equipe de Jorge Jesus tem atletas de renome internacional e também sonha em conquistar o Mundial de Clubes diante do Liverpool

Por Da Redação - Atualizado em 17 dez 2019, 12h31 - Publicado em 17 dez 2019, 10h08

A torcida do Flamengo já sonha com o título mundial com uma vitória sobre o Liverpool, exatamente como em dezembro de 1981. Antes, porém, o time terá uma missão menos badalada, mas não necessariamente tranquila na semifinal desta terça-feira 17, a partir das 14h30 (de Brasília), na semifinal do Mundial de Clubes, em Doha. O adversário, o saudita Al Hilal, é um velho conhecido de Jorge Jesus e, com jogadores de renome internacional, também sonha com a glória no Catar.

O Al Hilal é a primeira equipe da Arábia Saudita a disputar a competição desde 2005, quando o Al-Ittihad perdeu por 3 a 2 na semifinal em um jogo duríssimo contra o campeão São Paulo. O time comandado pelo romeno Razvan Lucescu, filho do famoso técnico Mircea Lucescu, conquistou o título da Liga dos Campeões da Ásia e conta com nomes conhecidos em seu elenco.

Um dos principais destaques é o atacante Bafétimbi Gomis, que tem passagens pela seleção francesa e foi o artilheiro da Liga da Ásia com 11 gols. O atleta foi decisivo para a classificação da equipe à semifinal ao entrar no fim do jogo e marcar um golaço para garantir a vitória diante do Espérance. Na comemoração, brincou com Jorge Jesus, que dirigiu o time entre 2018 e 2019 e com quem mantém ótima relação.

Em suas redes sociais, Gomis postou uma foto antiga ao lado do português. “Neste jantar, prometemos nos encontrar novamente e é com imenso prazer que jogaremos contra seu time, o Flamengo. Espero que seja um grande jogo! Nos vemos, mister”, escreveu Gomis. Na entrevista oficial da véspera, Jesus confirmou a história. “É uma mistura de sentimentos. Hoje, não tenho nada a ver com o Al Hilal, a não ser o carinho dos jogadores. Um deles é o Gomis. E como é o destino. Falamos que iríamos nos encontrar no futebol e nos encontramos.”

Publicidade

Outro importante nome da linha de frente do time saudita é o italiano Sebastian Giovinco. Aos 32 anos, o meia-atacante ganhou notoriedade defendendo a Juventus e a seleção de seu país. Nos últimos anos, brilhou na Maior League Soccer jogando pelo Toronto FC até chegar ao Al Hilal também por indicação de Jorge Jesus. Se recuperando de lesão, Giovinco não jogou as quartas de final, mas é aguardado para o jogo desta tarde.

Além dos europeus, o Al Hilal conta com nomes conhecidos na América do Sul. O meia Carlos Eduardo, natural de Ribeirão Preto, se transferiu à equipe em 2015, após passagens por clubes como Fluminense e Porto. Ainda no meio de campo, o time de Lucescu também conta com o volante colombiano Gustavo Cuellar, que defendeu justamente o Flamengo entre 2016 e agosto de 2019. e com o peruano André Carrillo, ex-Benfica e Watford. 

Publicidade

Questionado sobre o reencontro com o Al Hilal, Jorge Jesus repetiu algumas vezes que seria um confronto difícil diante de equipe “montada por ele”. O meia Carlos Eduardo minimizou o fato, em entrevista coletiva na véspera. “Pode até ter alguma vantagem pelo fato de ele ter escolhido alguns jogadores, mas nosso estilo de jogo é totalmente diferente hoje por estarmos com outro treinador. Acredito que isso não vai influenciar muito.”

Jesus respondeu sobre as declarações de Carlos Eduardo. “É normal, passaram alguns meses e é uma forma dele, como capitão, manter a equipe dele focada. Lucescu está fazendo um bom trabalho. Foi campeão na Grécia, teve um grande professor como o pai, que é um dos grandes treinadores do mundo. Foi escolhido para treinar o melhor clube árabe e faz um bom trabalho.”

O confronto define o primeiro finalista, que vai enfrentar o vencedor de Liverpool e Monterrey, que duelam na quarta-feira, também às 14h30.

Prováveis escalações

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gérson e Arrascaeta; Éverton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus.

Publicidade

Al-Hilal: Al Muaiouf; Al Burayk, Jang, Albulayhi e Al Shahrani; Cuéllar, Carlos Eduardo, Salem Aldawsari, Carrillo e Giovinco; Gomis. Técnico: Razvan Lucescu.

(com Gazeta Press)

Publicidade