Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O que aconteceu com clubes piauienses que já jogaram 1ª divisão nacional?

Desde que disputaram a primeira divisão pela última vez, o que aconteceu com essas equipes do Piauí?

O que houve com os clubes que uma vez disputaram a primeira divisão do Brasileiro, representando o Piauí desde sua última participação na competição?

PLACAR traz o histórico dessas equipes desde a última vez que disputaram a série A do Brasileiro.

Veja abaixo:

Clubes do Piauí que já jogaram a primeira divisão

Teresina (5): Auto Esporte, Flamengo, Piauí, Ríver e Tiradentes

AUTO ESPORTE

Jogou a série A pela única vez em 1984. Depois disso, jogou
a série B apenas mais uma vez, em 1991, e acabou eliminado na primeira fase,
para Ceará e ABC.

FLAMENGO

Jogou a série A pela última vez em 1985. Depois disso,
voltou a jogar a série B em 1989, caindo na primeira fase para Fortaleza e
Ceará.  Em 1992 jogou a série C e acabou
eliminado na primeira fase, com a lanterna de sua chave.

Em 1995, novamente na série C, passou da primeira fase com o
Sampaio Corrêa-MA. Na segunda, eliminou o Coroatá-MA, mas na terceira caiu
diante do Fortaleza, com duas derrotas.

Em 2000, na Copa João Havelange, foi primeiro de sua chave
na primeira fase do Módulo Verde. Na segunda, ficou em terceiro de seu grupo e
perdeu a vaga para o Moto Club-MA.

Voltou a jogar a série C de 2003 e passou em primeiro de sua
chave. Contra o Guarany-CE, na segunda, foi eliminado.  Na série C de 2006 foi lanterna de sua chave
na primeira fase e acabou eliminado para Ríver-PI e Maranhão.  Jogou as séries D de 2009 e 2010, sendo
lanterna de sua chave em ambas e caindo na primeira fase.

PIAUÍ

Jogou a série A pela última vez em 1986, ficando na
vice-lanterna do torneio. Em 1987 jogou o Módulo Branco da terceira divisão
nacional e se classificou na primeira fase, com a segunda colocação do grupo
que tinha o Moto Club-MA. Na segunda, no entanto, foi eliminado pelo Paysandu.

Em 2005 jogou seu último campeonato nacional do tipo, a
série C. Contudo, o time foi lanterna de sua chave na primeira fase, perdendo a
vaga para Ferroviário-CE e Icasa-CE.

RÍVER

A última participação do Ríver na série A foi em 1982,
quando ficou na lanterna do torneio, com oito derrotas em oito partidas. Em
1983 jogou a série B e caiu na primeira fase, perdendo vaga para Maranhão e
Guarany-CE.

Em 1985 voltou a jogar a série B e caiu na primeira fase
para o Fortaleza. Com duas derrotas em dois jogos, foi lanterna do
torneio.  Em 1986 voltou a jogar a série
B e foi eliminado como lanterna de sua chave na primeira fase. Saiu do torneio
sem vitórias em oito partidas e acabou na vice-lanterna.

Jogou a série C em 1987 e caiu na primeira fase do Módulo
Branco, ficando na lanterna de seu grupo. Em 1989, caiu na primeira fase da
série B para Fortaleza e Ceará.

Voltou à série C em 1996 e 1997, mas em ambas caiu na
primeira fase. Para piorar, foi lanterna do torneio em 1997.

Em 2000 jogou a Copa João Havelange no Módulo Amarelo,
espécie de série B, mas acabou eliminado na primeira fase por quatro pontos. Em
2001 esteve na série C, mas caiu logo na primeira fase para Ferroviário-CE e
Guarany-CE.

Em 2002 se classificou na primeira fase e passou pelo Santa
Inês-MA na segunda, nos pênaltis. Na terceira, no entanto, caiu para o
Ferroviário-CE, com quem havia se classificado antes. Em 2003 voltou a jogar a
série C e passou da primeira fase com o Flamengo-PI.  Na segunda, no entanto, foi eliminado pelo
Itapipoca-CE.

Em 2004 caiu na primeira fase e em 2005 não jogou o torneio.
Voltou em 2006 e passou da primeira fase com a primeira colocação da chave. Na
segunda, voltou a liderar sua chave e se classificar. Na terceira, no entanto,
foi lanterna de sua chave, perdendo vaga para Vitória e Treze-PB.

Em 2007 voltou a cair na primeira fase da série C e só
voltou a jogar o Brasileiro na série D de 2014. Contudo, caiu na primeira fase
por um ponto, perdendo vaga para Moto Club-MA e Remo-PA.  O time ainda perdeu quatro pontos no fim, por
escalar um jogador irregular.

Já em 2015 a história mudou e o clube teve sua melhor
participação em torneios nacionais. Passou de forma invicta, em primeiro de sua
chave na primeira fase. Na segunda, eliminou o Estanciano-SE e, nas quartas de
final, eliminou o Lajeadense-RS e conseguiu o acesso. Na semifinal ainda passou
pelo Ypiranga-RS nos pênaltis, mas perdeu o título para o Botafogo-SP. Em 2016
joga a série C.

TIRADENTES

Dono da maior goleada sofrida na história da série A (10 x 1
para o Corinthians, em 1983), fez sua última participação na série A em 1983.
Jogou a série B apenas uma vez, em 1984. Acabou eliminado na primeira fase,
para o Maranhão.

Depois disso, jogou apenas a série C de 1990 e acabou
eliminado na primeira fase para Paysandu e Fortaleza.