Clique e assine a partir de 8,90/mês

O que aconteceu com clubes alagoanos que já jogaram 1ª divisão nacional?

Desde que disputaram a primeira divisão pela última vez, o que aconteceu com essas equipes das Alagoas?

Por Lucas Mello - Atualizado em 20 fev 2017, 10h57 - Publicado em 8 jul 2016, 17h39

O que houve com os clubes que uma vez disputaram a primeira divisão do Brasileiro, representando as Alagoas desde sua última participação na competição?

PLACAR traz o histórico dessas equipes desde a última vez que disputaram a série A do Brasileiro.

Veja abaixo:

Clubes das Alagoas que já jogaram a primeira divisão

Maceió
(2)
: CRB e CSA

Arapiraca
(1)
: ASA

CRB

Jogou a série A pela última vez em 1984. Em 1985, caiu na
primeira fase da série B, ao perder para o Central-PE nos pênaltis. Já em 1986,
o clube caiu na primeira fase, em grupo que o Central-PE, novamente, se classificou.

Em 1987, jogou o Módulo Branco, espécie de série C, e caiu
na primeira fase do torneio, atrás de Catuense-BA e Auto Esporte-PB.  Em 1988, esteve fora dos torneios. Voltou em
1989. Jogo a série B e caiu na primeira fase, atrás de Central-PE e Santa Cruz.
Em 1990, novamente, ficou aastado das disputas.

Voltou para a série B de 1991,  caiu na primeira fase, na lanterna de um grupo
com Santa Cruz e CSA-AL. Um ano depois, jogou sua primeira série C. Ficou em
segundo de sua chave na primeira fase, perdendo vaga para o Auto Esporte-PB. Em
1993, jogou a qualificatória para a série B de 1994 e conseguiu a vaga.

Na série B de 1994, foi lanterna de sua chave na primeira
fase e foi eliminado precocemente. Em 1995 e 1996, caiu na primeira fase da
série B, mas não foi rebaixado. Em 1997, liderou sua chave na primeira fase e
chegou pela primeira vez ao mata-mata. Passou pelo Americano-RJ em três jogos
na segunda fase, mas ficou em terceiro na terceira, perdendo vaga para Ponte Preta
e Náutico. Para o time pernambucano, perdeu a vaga apenas no saldo de gols.

Em 1998, voltou a se classificar em sua chave, na quarta e
última coloação possível, deixando Fluminense e Juventus-SP eliminados e
rebaixados. Na segunda fase, no entanto, foi eliminado pelo Botafogo-SP em três
jogos. Em 1999, foi 11° na primeira fase da série B e não se classificou para
as quartas de final.

Jogou o Módulo Amarelo da Copa João Havelange de 2000, e
classificou-se na primeira fase com a oitava e última vaga de seu grupo. Na
segunda fase, acabou eliminado pelo São Caetano-SP.

Jogou a série B de 2001 a 2008. Em 2001, passou na quarta
colocação de sua chave na primeira fase. Nas quartas de final, foi eliminado
pelo Caxias-RS, após ter vencido por 3 x 0 nas Alagoas e perdido por 3 x 0 em
Caxias do Sul-RS. Em 2002, caiu na primeira fase, com a nona colocação,
perdendo a vaga para o Remo no número de vitórias. Em 2003, voltou a cair na
primeira fase, com o 16° lugar. O mesmo aconteceu em 2004, com a 15ª colocação.
Em 2005, melhorou sua posição na primeira fase (12°), mas voltou a ser
eliminado.

A partir de 2006, o torneio passou a ser jogado nos pontos
corridos. Quase caiu em 2006, ficando em 16°, rebaixando o Paysandu no saldo de
gols. Em 2007, o time foi oitavo, mas em 2008, foi rebaixado com o 20° lugar,
na lanterna do torneio.

Jogou a série C em 2009, e quase foi rebaixado. Só não caiu
porque o Confiança-SE teve um saldo de gols pior. Em 2010, foi terceiro de sua
chave pelo saldo de gols pior que o do Salgueiro-PE e ficou de fora da fase
final. Em 2011, a história mudou e o CRB se classificou em segundo na chave,
atrás apenas do América-RN. Na segunda fase, foi líder e sua chave, à frente do
América-RN e garantiu o acesso para a série B. Ainda jogou a final com o
Joinville, mas ficou com o vice-campeonato, com duas derrotas.

Em 2012, voltou a jogar a série B e foi novamente rebaixado,
com a 17ª colocação, um ponto atrás do Guaratinguetá-SP, que se salvou.

Voltou à série C em 2013. Ficou em sexto na sua chave na
primeira fase, e acabou não se classificando para as quartas de final. Em 2014,
foi segundo colocado de sua chave na primeira fase, e garantiu sua vaga nas
quartas de final. Contra o Madureira-RJ, venceu os dois jogos e conseguiu o
acesso. Na semifinal, perdeu para o Macaé-RJ.

Em 2015, ficou em 11° na série B e disputa o torneio de novo
neste ano de 2016.

Continua após a publicidade

CSA

Sua última série A, foi no Módulo Amarelo de 1987, em que foi
lanterna, daquela que antes da CBF assumir, seria uma espécie de série C. Em
1986, o time também jogou a série A, e ficou em 25°.

Em 1988, não disputou nenhum torneio, mas voltou à série B
de 1989. Caiu na primeira fase do torneio. Em 1990, jogou a série C e caiu na
primeira fase. O classificado de seu grupo foi o América-RN.

Voltou a jogar a série B em 1991, e passou da primeira fase,
com o segundo lugar de sua chave, atrás apenas do Santa Cruz. Na segunda fase,
foi eliminado pelo Americano-RJ com uma goleada.

Em 1992, voltou a cair na primeira fase da série C. Não
jogou nada em 1993, mas voltou à série C em 1994. Neste torneio, passou a
primeira fase, com a segunda colocação de seu grupo. Na segunda, eliminou o
Sousa-PB com duas vitórias. Na terceira, no entanto, foi eliminado com duas
derrotas diante do Catuense-BA.

Em 1995, voltou a passar da primeira fase, atrás apenas do
Vitória-PE, em seu grupo. Na segunda fase, passou contra o Sousa-PB. Em 1996,
passou em primeiro na sua chave na primera fase. Na segunda, eliminou o
Catuense-BA, mas na terceira caiu diante do Porto-PE.

Em 1997, voltou a ser primeiro de sua chave na primeira fase
a série C. Na segunda, passou pelo Juazeiro-BA. Na terceira, no entanto, caiu
diante do Porto-PE, rival da primeira fase. No ano seguinte, foi vice-lanterna
de sua chave logo na primeira fase da série C. Em 1999, foi terceiro na
primeira fase do torneio e acabou eliminado precocemente.

Jogou o Módulo Amarelo da Copa João Havelange de 2000, mas
caiu na primeira fase do torneio. Em 2001, caiu na primeira fase da série C. Em
2002, passou no segundo lugar de sua chave, contra o Confiança-SE, na primeira
fase. Na segunda, eliminou o Treze-PB, mas caiu na terceira com duas goleadas
diante do ABC-RN.

Em 2003, o time voltou a se classificar em segundo na primeira
fase, atrás apenas do Sergipe. Na segunda, foi eliminado pelo Botafogo-PB. Não
se classificou em 2004 e 2005, caiu na primeira fase da série C em 2006, não e
classificou em 2007, e voltou a cair na primeira fase da série C em 2008. Em
2009, jogou sua primeira série D, mas caiu na primeira fase, para Central-PE e
Sergipe.

Em 2010, passou da primeira fase da série D, com o primeiro
lugar de sua chave, à frente do Santa Cruz. Na segunda, no entanto, caiu diante
do Sampaio Corrêa-MA, com uma goleada. Não se classificou em 2011. Voltou a
jogar em 2012 e 2013. Na primeira, teve sua melhor participação. Foi o primeiro
de sua chave na primeira fase, com o Sousa-PB em segundo. Na segunda, no
entanto, foi eliminado pelo Campinense-PB. Já em 2013, foi lanterna de sua
chave na primeira fase. Não se classificou para as séries C de 2014 e 2015, mas
volta a disputar o torneio em 2016.

ASA

Jogou a série A pela única vez em 1979. Em 1980, caiu na
primeira fase da série B. Voltou a jogar a B em 1981, mas foi lanterna de seu
grupo na primeira fase e foi eliminado de novo.

Na série B de 1984, foi eliminado pelo Itabuna-BA na
primeira fase, nos pênaltis. Jogou sua primeira série C em 1992, mas caiu na
primeira fase do torneio, em que se classificou o Fluminense de Feira de
Santana-BA.

Depois disso, voltou a jogar a série C em 1997.
Classificou-se em primeiro lugar de sua chave na primeira fase. Na segunda, foi
eliminado pelo Itabaiana-SE com duas derrotas. Em 1998 e 1999, não se
classificou para a série C. Mas esteve no Módulo Verde na Copa João Havelange,
sendo eliminado na primeira fase.

Em 2001, foi eliminado na primeira fase da série C, para
Corinthians-AL e Confiança-SE. Em 2002, não se classificou, mas voltou em 2003.
Passou com o segundo lugar de sua chave, atrás do Treze-PB, e eliminou o ABC-RN
na segunda. Na terceira, contudo, caiu com duas derrotas diante do
Campinense-PB.

Em 2004, volto a não se classificou para a série C. Em 2005,
ficou em terceiro em sua chave na primeira fase, e acabou eliminado. Em 2006,
esteve fora, mas voltou em 2007. Contudo, nessa série C, foi vice-lanterna de
todo o torneio, com um ponto em seis jogos.

Em 2008, no entanto, o ASA fez uma grande série C. Foi
primeiro de sua chave na primeira fase. Foi novamente líder de seu grupo na
segunda fase, mas caiu na terceira, com a terceira posição de sua chave, atrás
de Confiança-SE e Campinense-PB.

Em 2009, classificou-se em segundo de sua chave na série C,
atrás apenas do Icasa-CE. Nas quartas de final, passou contra o Rio Branco-AC,
pelo gol fora de casa. Com isso, garantiu acesso para a série B. Na semifinal,
eliminou o Icasa-CE, mas perdeu a decisão para o América-MG, com duas derrotas.

De 2010 a 2013 jogou a série B. Teve sua melhor participação
em 2010, com o nono lugar. Em 2013, no entanto, foi lanterna do torneio e
acabou rebaixado novamente. Em 2014, caiu na primeira fase, com o quinto lugar
de seu grupo, um ponto atrás do Paysandu. Já em 2015, passou em segundo de sua
chave, na primeira fase. Nas quartas de final, foi derrotado duas vezes pelo
Tupi-MG e ficou sem o acesso. Em 2016, volta a jogar a série C. 

Continua após a publicidade
Publicidade