Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O mico dos estádios vazios na Copa América: média de 25 000 torcedores

Os caros ingressos espantaram os espectadores das gigantes arenas brasileiras nos primeiros jogos do torneio sul-americano

O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, o paraguaio Alejandro Domínguez, bradou que a edição de 2019 seria “a melhor Copa América da história”. Nos primeiros três dias da competição, entretanto, o que chamou atenção foi o fracasso de público do torneio continental: os grandes estádios do Brasil estavam praticamente vazios. A média de torcedores dos cinco primeiros jogos do torneio foi de 25 034 pagantes. Nos jogos deste domingo, o número foi ainda pior: apenas 16 386 presentes, o que saltou aos olhos de quem acompanhou as partidas pela televisão.

Tabela completa de jogos da Copa América 2019

O jogo com o maior público da Copa América foi a partida de abertura. O Morumbi recebeu 46 342 pagantes para assistir à estreia da seleção brasileira contra a Bolívia, na última sexta-feira 14. No sábado, na Arena Fonte Nova, em Salvador, 34 950 pessoas viram a vitória da Colômbia por 2 a 0 sobre a Argentina de Messi. No mesmo dia, porém, somente 11 107 espectadores testemunharam o empate sem gols (e sem graça) entre Venezuela e Peru, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Público fantasma – O fato curioso é que o comitê organizador local divulgou na véspera das partidas de Brasil e Argentina que os ingressos para os dois jogos estavam esgotados. O que se viu, na prática, foram muitas cadeiras vazias e cambistas com dificuldade de vender os bilhetes na porta dos estádios. No caso da Fonte Nova, a diferença entre a capacidade total (45 000 lugares) e o público presente (34 950 pessoas) foi de mais de 10 000 espectadores.

A Arena do Grêmio, praticamente vazia, no empate sem gols deste sábado (Reuters/Diego Vara/Reuters)

A Conmebol não respondeu os questionamentos feitos por VEJA sobre a razão de tamanha discrepância – no sábado, os organizadores afirmaram que de 1 milhão de ingressos colocados à venda, 650 000 já haviam sido comercializados. Uma possível resposta é o preço caríssimo das entradas, razão alegada por muitos torcedores nas redes sociais. No jogo de abertura da Copa América, os bilhetes mais baratos custavam 190 reais. Os mais caros, 590 reais. Para os demais jogos da fase de grupos da competição, os valores variam de 120 a 350 reais.

Nesta segunda, Japão e Chile se enfrentam em São Paulo, no estádio do Morumbi, às 20h (horário de Brasília). É o último jogo da primeira rodada da fase de grupos da Copa América, mas a tendência é que o mar de cadeiras vazias se repita.

Correção: uma versão inicial desta reportagem apontava um valor errado para o público médio dos primeiros jogos da Copa América. Pelo equívoco, pedimos desculpas.