Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Novos problemas entre Argentina e a organização da Copa América

Os jogadores sofreram com as condições do gramado da Arena do Grêmio e com o sistema de irrigação do CT do Internacional

PORTO ALEGRE – A Argentina treinou na manhã desta segunda-feira, 24, no CT do Internacional e passou por um novo incômodo. Enquanto os jogadores que não atuaram na vitória sobre o Catar faziam o aquecimento, o sistema de irrigação foi ligado para molhar o campo. Os funcionários da comissão técnica, irritados, pisaram nas saídas de água para evitar que os atletas fossem atingidos. Este foi só mais um dos problemas que a seleção do aniversariante do dia Lionel Messi enfrentou até aqui com a organização da Copa América.

O estado do gramado da Arena do Grêmio, onde a seleção venceu o Catar por 2 a 0 neste domingo, 23, geraram críticas dos jogadores. Lionel Messi foi um dos que reclamaram pelas péssimas condições do campo. O técnico do Catar engrossou o coro. Em entrevista a VEJA, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, se defendeu nesta segunda-feira, 24.

Antes mesmo da estreia contra a Colômbia, em Salvador, a delegação argentina já havia reclamado com a Conmebol sobre a situação dos campos do Barradão, estádio do Vitória, onde fez as primeiras atividades no Brasil. O fato de não ter feito o treino de reconhecimento em nenhum dos três jogos que disputou até aqui também incomodou o técnico Lionel Scaloni.

A imprensa também sofreu com imprevistos durante o treinamento da Argentina às margens do rio Guaíba, pois o CT do Inter estava em obras e todos os profissionais tiveram de se espremer em um espaço improvisado para registrar as imagens.

A Argentina deixa Porto Alegre nesta noite. A delegação viaja para o Rio de Janeiro, onde enfrenta a Venezuela pelas quartas de final da Copa América. O jogo acontece no dia 28 de junho, às 16h, no Maracanã.