Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No Brasileiro, quem troca de técnico dificilmente é campeão

Apenas 11 times em 46 edições conquistaram título com dois ou mais técnicos

Em apenas 15 rodadas, o Campeonato Brasileiro de 2017 já registrou 11 demissões de treinadores. Os clubes, claro, acreditam que subirão na tabela após as mudanças e alguns deles mantém esperanças de título. O histórico das últimas edições do torneio, porém, leva a crer que dificilmente uma dessas equipes levantará o troféu em dezembro. Das 46 edições do Brasileirão desde 1971, em apenas onze (23% das vezes), o campeão trocou de técnico ao longo da competição.

Desde 2009, não há um campeão brasileiro com mais de um treinador na campanha. O último foi o Flamengo, que iniciou o torneio com Cuca no comando e terminou com Andrade, que começou como interino e foi efetivado após a conquista. Em 2017, apenas Avaí, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Palmeiras, Ponte Preta e Vasco ainda não trocaram de treinador.

Veja também

Campeões com apenas um treinador

1971Atlético-MGTelê Santana (27 jogos)
1972PalmeirasOsvaldo Brandão (30 jogos)
1973PalmeirasOsvaldo Brandão (40 jogos)
1974VascoMário Travaglini (28 jogos)
1975InternacionalRubens Minelli (30 jogos)
1976InternacionalRubens Minelli (23 jogos)
1977São PauloRubens Minelli (21 jogos)
1978GuaraniCarlos Alberto Silva (32 jogos)
1979InternacionalÊnio Andrade (23 jogos, incluindo um WO diante do Atlético-MG)
1980FlamengoCláudio Coutinho (22 jogos)
1981GrêmioÊnio Andrade (23 jogos)
1982FlamengoPaulo César Carpegiani (23 jogos)
1988BahiaEvaristo de Macedo (29 jogos)
1989VascoNelsinho Rosa (19 jogos)
1991São PauloTelê Santana (23 jogos)
1992FlamengoCarlinhos (27 jogos)
1993PalmeirasVanderlei Luxemburgo (22 jogos)
1994PalmeirasVanderlei Luxemburgo (31 jogos)
1995BotafogoPaulo Autuori (27 jogos)
1996GrêmioLuiz Felipe Scolari (29 jogos)
1997VascoAntônio Lopes (32 jogos) – em uma partida, o auxiliar Alcir Portela treinou o clube
1998CorinthiansVanderlei Luxemburgo (32 jogos)
1999CorinthiansOswaldo de Oliveira (29 jogos)
2002Santos Émerson Leão (31 jogos)
2003CruzeiroVanderlei Luxemburgo (46 jogos)
2006São PauloMuricy Ramalho (38 jogos)
2007São PauloMuricy Ramalho (38 jogos)
2008São PauloMuricy Ramalho (38 jogos)
2010FluminenseMuricy Ramalho (38 jogos)
2011CorinthiansTite (38 jogos)
2012FluminenseAbel Braga (38 jogos)
2013CruzeiroMarcelo Oliveira (38 jogos)
2014CruzeiroMarcelo Oliveira (38 jogos)
2015CorinthiansTite (38 jogos)
2016PalmeirasCuca (38 jogos)

Campeões que trocaram de treinador

1983FlamengoPaulo César Carpegiani dirigiu o clube nas 12 primeiras partidas. Carlinhos assumiu interinamente por três jogos e Cléber Camerino por um. Finalmente, Carlos Alberto Torres dirigiu o clube nos 10 jogos finais.
1984FluminenseCarbone treinou o clube nas 16 primeiras partidas da campanha. Após um jogo com o interino José Carlos do Amaral, Carlos Alberto Parreira treinou o clube nos últimos nove jogos.
1985CoritibaDino Sani treinou o clube nos primeiros quatro jogos. No quinto, quem treinou foi o interino Dirceu Krüger. Ênio Andrade comandou o clube nos últimos 24 jogos.
1986São PauloZé Carlos dirigiu o clube nas três primeiras partidas do torneio; Pepe dirigiu nas outras 31.
1987FlamengoAntônio Lopes dirigiu o clube na primeira partida do torneio; Carlinhos dirigiu nas outras 18./SportÉmerson Leão dirigiu o time nos 18 jogos da campanha do Módulo Amarelo. Nas finais contra o Guarani, o treinador foi Jair Picerni.
1990CorinthiansZé Maria dirigiu o Corinthians nas duas primeiras partidas do torneio. Nelsinho Baptista comandou nas 23 seguintes.
2000VascoOswaldo de Oliveira fez os primeiros 29 jogos e foi demitido na semifinal do torneio. Joel Santana assumiu o clube nos três jogos finais.
2001Atlético-PRMário Sérgio dirigiu o clube nas 10 primeiras partidas. Geninho foi treinador nas 21 seguintes.
2004SantosÉmerson Leão treinou o Santos nas quatro primeiras partidas. Márcio Fernandes foi interino em uma e Vanderlei Luxemburgo nos 41 jogos seguintes.
2005CorinthiansDaniel Passarella treinou o Corinthians nas três primeiras partidas. Márcio Bittencourt treinou nas 23 seguintes e Antônio Lopes esteve nas 16 partidas finais.
2009FlamengoCuca dirigiu o clube nas 13 primeiras partidas da campanha. Andrade comandou nas 25 partidas seguintes.