Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ninho do Urubu: sobrevivente melhora, mas segue sem previsão de alta

Jonatha Ventura, de 15 anos, teve mais de 30% do corpo queimado no incêndio no CT do Flamengo

Por Estadão Conteúdo - 20 fev 2019, 13h44

O jogador Jhonata Ventura, sobrevivente do incêndio no Ninho Do Urubu, CT do Flamengo, apresenta evolução no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital Municipal Pedro II, no Rio de Janeiro. De acordo com boletim médico divulgado nesta quarta-feira, 20, o garoto de 15 anos tem “quadro de saúde estável”, mas ainda sem previsão de alta.

Ele permanece respirando sem ajuda de aparelhos, mantém o tratamento com antibiótico e se alimenta por via oral. Na avaliação dos médicos, as lesões “têm boa resposta evolutiva ao tratamento instituído”. O jogador continua fazendo fisioterapia motora e respiratória. Na segunda, ele começou a andar pelo quarto nas sessões de fisioterapia.

Dos três sobreviventes do incêndio, Jhonata Ventura foi quem apresentou o quadro mais grave desde o início, com mais de 30% do corpo queimado no incêndio que atingiu os contêineres onde estava alojada a base do Flamengo. O episódio trágico aconteceu no dia 8 e causou a morte de dez jovens atletas do clube carioca. Os outros dois sobreviventes, Cauan Emanuel e Francisco Dyogo, que estavam internados no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, já tiveram alta, ambos na semana passada.

Publicidade