Clique e assine a partir de 9,90/mês

Neymar e Cavani tiveram que ser separados nos vestiários

Dupla teve que ser separada por Thiago Silva e Marquinhos

Por Da redação - Atualizado em 28 Sep 2017, 16h33 - Publicado em 19 Sep 2017, 10h07

O clima entre Neymar e Edinson Cavani ficou pesado no vestiário do PSG, após vitória de 2 a 0 contra o Lyon no último domingo. No campo, os dois discutiram sobre quem bateria uma falta e um pênalti. Fora dele, de acordo com o jornal francês L’Equipe, o brasileiro e o uruguaio se desentenderam nos vestiários, quase chegaram a trocar agressões físicas e tiveram que ser separados pelo capitão Thiago Silva com ajuda do companheiro de zaga Marquinhos.

A briga nos vestiários começou com Cavani cobrando Neymar, dizendo que não gostou das discussões com a bola em campo. O brasileiro teria se estressado e só foi contido após a intervenção dos zagueiros Thiago Silva e Marquinhos. De acordo com o jornal francês, o uruguaio não gostou do comportamento de Neymar e de Daniel Alves, que tirou uma bola de sua mão para entregar ao camisa 10 em uma cobrança de falta.

Cavani reprova a tentativa de ambos querem se tornar chefes do grupo, mesmo chegando ao clube nesta temporada. Ele admite que Neymar é agora o principal atacante do time, mas não “chefe”, como era Ibrahimovic.

O jornal ainda dá uma pista sobre a possível razão da briga. Cavani tem uma cláusula em seu contrato que estipula um prêmio de um milhão de euros caso termine o Campeonato Francês como artilheiro do time.

(com Gazeta Press)

Publicidade