Liga dos Campeões: Napoli confia na torcida contra Real Madrid

Equipe espanhola venceu a ida por 3 a 1, mas enfrentará a pressão do estádio San Paolo, em Nápoles, no jogo de volta das oitavas de final

Por da redação - Atualizado em 7 mar 2017, 10h17 - Publicado em 7 mar 2017, 09h15

O estádio San Paolo, em Nápoles, conhecido por ter uma das atmosferas mais contagiantes do futebol mundial, poderá ser palco de uma grande festa nesta terça-feira, a partir das 16h45 (de Brasília), quando o Napoli enfrenta o Real Madrid em busca de uma inédita classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões. O objetivo, no entanto, não é nada fácil, já que no jogo da ida, na capital espanhola, o atual campeão do torneio venceu por 3 a 1, de virada, no estádio Santiago Bernabéu.

Se por um lado o clube italiano luta para estar pela primeira vez entre as oito melhores equipes do torneio continental, a equipe espanhola, onze vezes campeã, conseguiu se classificar nas seis últimas vezes em que disputou as oitavas de final. O técnico  Maurizio Sarri, porém, vê a torcida como um fator que pode equilibrar o duelo.

“A pressão está toda no Real Madrid. Eles são campeões do mundo, os mais ricos, os melhores. Então, eles precisam se classificar. Entretanto, nossos torcedores são os melhores do planeta e toda a Europa verá isso. Eles provavelmente se classificarão, marcaram gols em 46 jogos consecutivos, mas certamente nós tentaremos dificultar”, comentou o treinador.

O ídolo do time, Marek Hamsik, também confia na força da torcida. “Vamos jogar contra a equipe de mais sucesso no mundo e isso vai nos dar mais energia, juntamente com a força que vem dos nossos torcedores. Toda a cidade espera por esse momento, os torcedores todos vão nos apoiar. Acho nosso hino será ouvido até em Turim”, brincou o eslovaco, citando a cidade ao norte da Itália, bem distante do sul napolitano.

Publicidade

O técnico Zinedine Zidane, ex-jogador da Juventus, também comentou sobre o ambiente em Nápoles, mas disse que estádios assim motivam as duas equipes.  “Vivi isso como jogador e nunca foi fácil em San Paolo. É um campo no qual a torcida está muito próxima da equipe, mas ao mesmo tempo é muito lindo. Gosto dos ambientes em que as pessoas pressionam. É bom para a sua equipe, mas também para o rival é uma motivação a mais.”

Desde o dia 30 de abril do ano passado, o Real Madrid balançou as redes adversárias pelo menos uma vez em todas as partidas que disputou, um recorde de 46 jogos. Caso um novo gol aconteça, o Napoli teria de marcar quatro gols para ficar com a vaga. A última vez em que o clube espanhol ficou sem marcar gols foi por esse mesmo torneio, na partida de ida das quartas de final da última edição, em derrota por 2 a 0 para o Wolfsburg, na Alemanha. Caso o placar se repita, o time italiano se classificará.

Real Madrid terá praticamente força máxima para o confronto fora de casa, apenas sem a presença do zagueiro francês Raphael Varane, que deverá ser substituído pelo brasileiro naturalizado português Pepe. O Napoli, por sua vez, também terá time completo, com exceção do zagueiro Lorenzo Tonelli.

(com EFE)

Publicidade

 

 

Publicidade