Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na média, Série A brasileira tem estádios mais novos que maiores ligas europeias

Vila Belmiro é o mais velho e Allianz Parque o mais novo

O assunto é polêmico, mas o Brasil tem um das ligas com estádios mais novos, comparado com as maiores ligas europeias. Em levantamento feito pelo Diário Marca, nesta sexta-feira (10), das seis maiores ligas da Europa, apenas Portugal e Alemanha têm ligas mais novas. Na média das seis ligas, os estádios têm média de 53,3 anos de média. Já a média brasileira, segundo levantamento de PLACAR, tem média de 45,3 anos. Mas para isso, é necessário algumas ressalvas e, claro, as “polêmicas”.

No Brasil, nem todos os clubes da primeira divisão têm estádios. Flamengo, Fluminense, Botafogo, Bahia, Atlético-MG, Cruzeiro, Chapecoense e Atlético-GO, por exemplo, não são “donos” de seus estádios. Botafogo, Vitória e Chapecoense ainda são administradores de seus estádios, mas não donos. O Atlético-MG manda seus jogos do Independência, mas ele pertence ao América-MG. Já o Cruzeiro manda seus jogos no Mineirão, que pertence ao governo do Estado. O mesmo com o Bahia, na Arena Fonte Nova, que pertence ao governo do Estado. 

A Centenária Vila Belmiro – Alexandre Schneider/Getty Images

O Bahia, aliás, manda alguns de seus jogos no Pituaçu, que pertence ao Governo do Estado, e teve sua inauguração em 2009, mas não entrou na lista, pois a principal “casa” do Bahia é a Arena da Fonte Nova, que foi reconstruída e inaugurada em 2013, no lugar da antiga Fonte Nova, que fora construída em 1951, mas foi demolido em 2010. Já o Maracanã, inaugurado em 1950, foi remodelado, mas nunca foi demolido, por isso entrou com a data de inauguração oficial. Contudo, o estádio apesar de ser a casa de Flamengo e Fluminense, não tem destino certo para 2017, apesar de entrar na lista como casa dos dois clubes em nosso levantamento. Contudo, Flamengo e Fluminense deverão usar outras casas. O Fla, por exemplo, também usará o estádio Luso-Brasileiro, inaugurado em 1965, o que faria com que a média de idade dos estádios da série A fosse menor. O mesmo com o Fluminense, com o estádio Giulite Coutinho, inaugurado em 2000.

Com a troca do Maracanã pelos estádios Luso-Brasileiro e Giulitte Coutinho, a média de idade dos estádios brasileiros da série A iriam para 43,1 anos. Mantido o Maracanã, a média fica em 45,3 anos de média. De qualquer fora, o Campeonato Brasileiro fica na mesma colocação.

Maracanã, no Rio, ainda vive polêmica – Buda Mendes/Getty Images

Apenas a Primeira Liga, de Portugal, e a Bundesliga, da Alemanha, têm estádios mais novos, com média de 34,8 e 37,2 anos, respectivamente. A Liga Francesa tem estádios com média de 58 anos. Já a Liga Espanhola, tem média de 58,3 anos, enquanto a Liga Inglesa, a mais rica do mundo tem estádios com média de 61,4 anos, de acordo com o jornal espanhol. Já a liga com estádios mais velhos é a italiana, com média de 70,1 anos.

Veja o levantamento completo aqui.

Veja aqui a idade dos estádios usados por clubes brasileiros da série A (do mais velho para o mais novo)

Vila Belmiro (Santos) – 1916 (101 anos)São Januário – 1927 (90 anos)Couto Pereira (Coritiba) – 1932 (85 anos)Ilha do Retiro – 1937 (80 anos) Estádio Olímpico (Atlético-GO) – 1941 (76 anos)Moisés Lucarelli (Ponte Preta) – 1948 (69 anos)Maracanã (Flamengo e Fluminense) – 1950 (67 anos)Independência (Atlético-MG) – 1950 (67 anos)Morumbi (São Paulo) – 1960 (57 anos)Mineirão (Cruzeiro) – 1965 (52 anos)Ressacada (Avaí) – 1983 (34 anos)Barradão (Vitória) – 1986 (31 anos)Arena da Baixada (Atlético-PR) – 1999 (18 anos)Nilton Santos (Botafogo) – 2007 (10 anos)Arena Condá (Chapecoense) – 2009 (8 anos)Arena do Grêmio (Grêmio) – 2012 (5 anos)Arena Fonte Nova (Bahia) – 2013 (4 anos)Arena Corinthians (Corinthians) – 2014 (3 anos)Allianz Parque (Palmeiras) – 2014 (3 anos)

O Mineirão está no ‘meio do caminho’ na idade dos estádios – Pedro Vilela/Getty Images