Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Mundial de Clubes abre venda de ingresso; logística afasta brasileiros

Torneio entre 4 e 11 de fevereiro no Catar terá rígido protocolo sanitário para atletas e torcedores; Palmeiras e Santos brigam por vaga

Por Da Redação Atualizado em 20 jan 2021, 18h13 - Publicado em 19 jan 2021, 15h06

A organização do Mundial de Clubes da Fifa, que será disputado entre 4 e 11 de fevereiro no Catar, confirmou a presença de público nos dois estádios reservados para a competição. Desde segunda-feira, 18, os ingressos começaram a ser vendidos para moradores do país que possuem o cartão de um dos principais patrocinadores do torneio. Os preços variam entre 10 a 300 rials catarenses (equivalente a 15 e 420 reais).

Tanto o estádio Cidade da Educação, em Doha, quanto o Ahmad Bin Ali, sedes do torneio, receberão parte do público em todos os jogos. Não haverá restrições impostas a estrangeiros, mas todos precisarão passar por rígido protocolo para entrar no país e nos estádios. As vendas para moradores de fora do Catar começam a partir de quinta-feira, 21, nove dias antes da final da Copa Libertadores entre Santos e Palmeiras, no Maracanã.

  • Apesar do aval da Fifa para a presença de público, torcedores brasileiros e de fora do Catar terão dificuldades para acompanhar presencialmente ao Mundial, precisando preencher a requisitos obrigatórios para obter o visto de entrada no país, como testes negativos para a Covid-19.

    Caso aprovados, ainda terão que submeter-se a quarentena obrigatória, entre sete e 14 dias. Com isso, caso queiram acompanhar a semifinal, dia 7, santistas ou palmeirenses teriam de viajar antes mesmo da decisão da Libertadores.

    Atualmente, a entrada no Catar só é permitida livremente para cidadãos catarianos, filhos e cônjuges de pessoas com origem catariana e aqueles que já possuem visto de residência permanente ou por determinado período no país. Os demais precisam de aprovação do governo. Maiores informações estão disponíveis no site da Fifa.

    Clubes participantes – Tradicionalmente disputada em dezembro, a competição foi adiada para fevereiro devido às diversas alterações dos calendários de torneios nos países, influenciados pela pandemia da Covid-19.

    Bayern de Munique, Ulsan Hyundai, Al Ahly, e Tigres já têm participações confirmadas na competição. Os brasileiros enfrentarão na semifinal, em 7 de fevereiro, o vencedor da partida entre Tigres e Ulsan, que se enfrentam em 4 de fevereiro.

    O Auckland City, equipe que mais participou do Mundial de Clubes organizado pela Fica, já anunciou que não estará presente na atual edição. O clube alega que seguirá com a quarentena obrigatória estabelecida pela Nova Zelândia, o que impede a participação no torneio no período.

    UOL Esporte Clube | Assine e acompanhe transmissões de grandes jogos e programas esportivos de onde você estiver.

    Continua após a publicidade
    Publicidade