Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mr. Simpatia e Troféu Limão: quem são os atletas mais solícitos da seleção

Alguns atletas deram atenção especial aos fãs durante passagem por Porto Alegre

O número de torcedores que rondaram a seleção brasileira em Porto Alegre foi bem menor que o de Brasília, na semana passada. No entanto, algumas dezenas de torcedores, especialmente crianças, que se hospedaram no mesmo hotel da equipe, puderam ter contato direto com diversos atletas – mas não todos.

O mais assediado foi um gaúcho, o goleiro Alisson, do Liverpool e ídolo do Internacional, que retribuiu o carinho com fotos e autógrafos. Quem também chamou a atenção pela simpatia foi o jovem trio de ataque. Segundo crianças presentes, Gabriel Jesus foi o mais acessível. Ao longo dos quatro dias, conversou com os fãs de forma animada no saguão e chegou a presentear uma criança com um boné.

“Pruu”, gritaram fãs mirins no saguão do hotel, imitando o som do “Pombo” Richarlisson, que sorriu e acenou enquanto se preparava para o treino de sábado. Na hora de entrarem no ônibus rumo ao Beira-Rio, Miranda, Arthur, Filipe Luís, Marquinhos, Philippe Coutinho, David Neres e Tite pararam para dar autógrafos.

 

Sem humor

Neres e Tite foram os mais pacientes e o técnico deu atenção especial às crianças. “Vamos fazer foto com todo mundo junto que é mais rápido”, afirmou o técnico, apressado. Segundo as crianças hospedadas no hotel, o menos simpático da turma foi o zagueiro Thiago Silva. “Ele passa e olha para o lado, como se não ouvisse a gente chamando”, confidenciou um dos garotos. O integrante mais simpático, no entanto, não foi um atleta nem membro da comissão técnica, mas o mascote Canarinho, sucesso absoluto nas arquibancadas do Beira-Rio.