Clique e assine com 88% de desconto

MP de Minas bane organizadas do Cruzeiro por um ano

Máfia Azul e Pavilhão Independente estão proibidas de frequentar qualquer estádio do Brasil por 365 dias

Por Da Redação - 21 jan 2020, 13h01

Afundado em uma crise financeira e se preparando para disputar a Série B do Brasileirão pela primeira vez, o Cruzeiro anunciou nesta terça-feira, 21, o banimento dos estádios de duas de suas torcidas organizadas, a Máfia Azul e a Pavilhão Independente, por um ano. A decisão foi tomada pelo Ministério Público de Minas Gerais, em resposta a incidentes ocorridos no ano passado.

“Em reunião realizada na tarde dessa segunda-feira, na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF), o Clube foi informado pela Polícia Militar que o Ministério Público de Minas Gerais baniu as torcidas organizadas Máfia Azul e Pavilhão Independente pelo período de 365 dias. Com isso, estão proibidas a utilização de vestimentas, faixas, bandeiras e instrumentos musicais dentro do estádio e/ou em um raio de 5 km do Gigante da Pampulha.”, informou o clube em nota oficial.

A Polícia Militar também comunicou que solicitou a todas as torcidas organizadas a apresentação de um cadastro de todos seus filiados. Como o envio não foi feito, o órgão estadual não permitirá a entrada de mastros, bandeiras, faixas e instrumentos de todas as torcidas no Mineirão no duelo entre Cruzeiro e Boa Esporte, pela primeira rodada do Campeonato Mineiro, na próxima quarta-feira 21.

Publicidade