Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre Eurico Miranda, ex-presidente do Vasco, aos 74 anos

Ele foi presidente do Clube de Regatas do Vasco da Gama três vezes e também tinha uma vida política ativa

O ex-presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, morreu nesta terça-feira, 12, aos 74 anos. Ele lutava contra um câncer no cérebro e deu entrada no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, na manhã de hoje. A morte foi confirmada pelo hospital horas depois.

Eurico exerceu o mandato de presidente do clube quatro vezes. Nas eleições para a presidência do Vasco, em novembro de 2017, foi reeleito, mas uma decisão judicial deu a vitória a Julio Brant da chapa de oposição.

O cartola começou sua trajetória no Vasco em 1967, aos 23 anos, como Diretor de Cadastro. Depois de várias tentativas, Eurico se tornou presidente do Vasco em 2001 e exerceu três mandatos (2001 a 2004, 2004 a 2008 e 2014 a 2018).

Muito atuante na política do Vasco nas últimas quatro décadas, Eurico foi mais vitorioso como vice-presidente, na década de 90, período no qual o clube carioca levantou a taça do Campeonato Brasileiro 1997 e da Copa Libertadores de 1998. Protagonizou uma série de polêmicas, como invasões de campo e entrevistas marcantes, como quando fez a promessa (não cumprida) de que iria para a Sibéria caso o Vasco fosse rebaixado, em 2015.

Eurico Miranda também exerceu cargos políticos no estado do Rio de Janeiro. Ele foi eleito pela primeira vez em 1994, como deputado federal pelo PPB (Partido Progressista Brasileiro), depois de perder em sua primeira tentativa ao cargo, em 1990, pelo PL (Partido Liberal), quando já era vice do Vasco.

Ele foi reeleito em 1998, mas teve seu mandato cassado em 2001, acusado de evasão de divisas. Eurico tentou retornar à política em 2002, mas foi derrotado e não conseguiu mais se eleger nos anos seguintes. Nos últimos anos, teve vários problemas de saúde, incluindo câncer de bexiga e pulmão.