Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Monaco sofre goleada na Champions e tem presidente preso por corrupção

Enquanto Thierry Henry balança no cargo técnico, o presidente Dmitry Rybolovlev é preso por tráfico de influência

O magnata russo Dmitry Rybolovlev, presidente do Monaco, foi detido nesta terça-feira, 6, em meio a uma operação contra corrupção da Promotoria Geral do Principado, conforme publicou o jornal francês Le Monde. Horas após a prisão, a equipe foi goleada em casa pelo Club Brugge, por 4 a 0, na Liga dos Campeões.

A investigação, aberta há um ano pelo Ministério Público local, averigua a existência de crimes de tráfico de influência ativo e passivo. Segundo o jornal francês, além do magnata, diversos suspeitos de envolvimento no caso estão sob o poder das autoridades. A identidade dos demais detidos, no entanto, não foi divulgada.

De acordo com informações da imprensa local, ao ser processado pelo empresário suíço Yves Bouvier, Rybolovlev teria recorrido a uma advogada russa para tentar influenciar as diferentes instâncias da justiça do principado. No celular da advogada foram descobertas várias mensagens, que apontaram para a existência de presentes do presidente do Monaco ao representante do governo local, Philippe Narmino, além de jantares e viagens.

O presidente do Monaco, Dmitry Rybolovlev – 31/03/2018 (Nicolas Tucat/AFP)

O magnata russo tem uma relação próxima com Narmino, antigo diretor dos Serviços Jurídicos de Mônaco, que é equivalente ao ministro da Justiça. Ele renunciou ao cargo em setembro do ano passado, depois que vieram à tona as denúncias. Além dele, autoridades policiais do principado também foram envolvidas no caso.

O Monaco também esteve envolvido em um escândalo recentemente, quando o site “Football Leaks” publicou que o clube utilizou um esquema financeiro, por meio de empresas sediadas em paraísos fiscais, para encobrir as injeções de dinheiro de Rybolovlev, evitando que houvesse flagrante no fair play financeiro da Uefa.

A desorganização da administração tem influenciado diretamente o desempenho do clube, que passa por sua pior fase nos últimos anos. Sob comando do francês Thierry Henry, recém-formado técnico, o Monaco amarga a última colocação do Grupo A da Liga dos Campeões e a penúltima colocação no Campeonato Francês.

(Com EFE)