Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

MLS: clube de Beckham nos EUA pode reunir dupla Messi e Suárez

De acordo com rádio catalã, argentino e uruguaio planejam atuar no Inter Miami a partir de 2022

Por Da Redação Atualizado em 29 dez 2020, 17h37 - Publicado em 29 dez 2020, 17h35

Melhores amigos e artilheiros implacáveis, Lionel Messi e Luis Suárez podem se reencontrar em breve – bem longe do futebol europeu. Um dia depois de o argentino afirmar, em uma reveladora entrevista, o desejo de levar a família aos Estados Unidos e atuar na Major League Soccer, um veículo catalão informou nesta terça-feira, 29, que o Inter Miami FC, clube que tem David Beckham como um de seus donos, pode ser o destino não apenas do camisa 10, mas também do ex-colega uruguaio.

De acordo com o jornalista Xavi Campos, Messi e Suárez planejam atuar no novo clube americano, que estreou na MLS em 2020, apenas depois de 2022, ano em que a Copa do Mundo será disputada em novembro, no Catar.

Os dois atacantes sul-americanos têm hoje 33 anos e, portanto, avaliariam o futebol americano como um bom lugar para encerrar a carreira, seguindo os passos de Kaká, Frank Lampard, Andrea Pirlo, o próprio Beckham e, ainda na década de 70, Pelé, que pendurou as chuteiras pelo New York Cosmos.

O contrato de Messi com o Barcelona termina em junho de 2021 e seu futuro é incerto. Ele revelou publicamente seu desejo de deixar o único clube que defendeu na última janela de transferências, mas teve sua expectativa frustrada. Agora, diz estar feliz novamente no Barcelona, mas deixa aberta a possibilidade de atuar por outra equipe já no próximo ano.

  • Em recente entrevista ao canal La Sexta, Messi deixou no ar possibilidade de viver em solo americano. “Sempre disse que tenho vontade de desfrutar da experiência de viver nos EUA, de viver essa liga (MLS) e essa vida, mas se vai acontecer ou não eu não sei, não é um “agora” e nem “no futuro”.

    Continua após a publicidade

    Na mesma conversa, Messi admitiu que a saída do amigo Suárez foi um dos motivos que o levaram a querer deixar o clube. O atacante uruguaio foi negociado com o Atlético de Madri, atual líder do Campeonato Espanhol, com quem tem contrato até o meio de 2022.

    “Me parece uma loucura o que fizeram com Luis, por como fizeram as coisas, por como ele foi embora, e porque saiu de graça pagando-lhe os anos de contrato e o mandaram a um time que iria lutar pelos mesmos objetivos que nós. Não só o fato de ele ter saído que já era duro, mas também por como ele saiu”, desabafou.

    Atualmente, o Inter Miami já conta com dois atletas de renome: o meio-campista campeão mundial pela França, Blaise Matuidi, e o atacante argentino Gonzalo Higuaín, ambos ex-Juventus. O time, porém, terminou na antepenúltima colocação da Conferência Leste e não avançou aos playoffs.

    De acordo com o NBC Sports, no entanto, o destino de Messi, que recentemente bateu o recorde de Pelé de gols oficiais por um mesmo clube, pode o ser mesmo do fim da carreira do Rei: Nova York. A rede americana informou nesta terça que a tendência é que Messi jogue duas temporadas pelo Manchester City, da Inglaterra, antes de encerrar no braço americano do clube, o New York City.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade