Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Militão ganha confiança e busca levar Real Madrid à 17ª final de Champions

Jovem defensor revelado pelo São Paulo superou período de desconfiança e se tornou um dos pilares da campanha do gigante espanhol

Por Guilherme Azevedo Atualizado em 5 Maio 2021, 10h51 - Publicado em 5 Maio 2021, 10h39

Chelsea e Real Madrid se enfrentam nesta quarta-feira, 5, valendo vaga na final da Liga dos Campeões da Europa, em Stamford Bridge, em Londres. No primeiro jogo da semifinal, os times empataram em 1 a 1, em Madri. Diversos brasileiros devem participar do duelo e um deles pode coroar uma trajetória de superação: Éder Militão.

Clique aqui e assine PLACAR com preço especial, a partir de 8,90 reais por mês!

Com apenas 23 anos, o defensor formado na base do São Paulo já está em seu terceiro ano de Europa. Versátil e conhecido por ser um zagueiro que usa bem atributos de condução e passe, há forte expectativa sobre Militão desde que o atleta surgiu profissionalmente. Os primeiros meses de Real Madrid, no entanto, não foram fáceis.

Quando revelado pelo São Paulo, Militão atuou mais vezes como lateral. Alto (1.86 metros), com boa noção defensiva e chegadas importantes no ataque, ele encantou a torcida tricolor. No entanto, em momento conturbado da diretoria, foi vendido para o clube português Porto em julho de 2018, por 4 milhões de euros.

  • Éder Militão - Porto
    Militão se desenvolveu no Porto Porto/Divulgação

    Em Portugal, Militão logo começou a atrair os olhares de todo o mundo. Ele que havia chegado como lateral-direito, jogou, na maior parte das vezes, como zagueiro pela esquerda no Dragão. Sem dificuldades em se adaptar ao futebol lusitano, foi um dos melhores jogadores da equipe na temporada 2018/19. Líder do Porto em desarmes e interceptações na edição do Campeonato Português, o defensor chamou a atenção do gigante Real Madrid.

    Assim, antes mesmo da temporada chegar ao fim, os Merengues decidiram pagar a cláusula de rescisão de 50 milhões de euros ao Porto. Militão chegou ao gigante clube espanhol com um excelente contrato de seis temporadas. Contudo, o zagueiro sofreu com a instabilidade do clube e com a pressão de vestir a camisa do maior campeão europeu. Muitas vezes substituindo Sergio Ramos, capitão e ídolo histórico da equipe, o defensor brasileiro não passava confiança e, muitas vezes, foi colocado em campo em situações de extrema cobrança; não conseguiu emplacar.

    Nesse sentido, na atual temporada, quando o Real Madrid sofreu com lesões nas retas finais dos campeonatos, a necessidade de utilizar Militão gerou incerteza. Porém, o zagueiro recebeu a chance do técnico Zinedine Zidane e dominou no peito a responsabilidade. Foi essencial no crescimento do time em La Liga, da qual é o segundo colocado, a dois pontos do líder Atlético de Madri, e, sobretudo, na Liga dos Campeões.

    Nas duas partidas contra o Liverpool pelas quartas de final, o defensor acumulou 22 ações defensivas e perdeu apenas três dos 13 duelos disputados, segundo estatísticas do SofaScore. No jogo de ida contra o Chelsea, além da atuação sublime na defesa, ajudou Benzema a marcar com uma assistência.

    Nesta quarta, tudo indica que Militão será novamente titular pelo Real Madrid na partida contra o Chelsea, em Stamford Bridge. O time espanhol, 13 vezes campeão e três vice, buscará sua 17ª final, mas não terá vida fácil diante da animada equipe inglesa, em busca do bicampeonato. A bola rola a partir das 16h, com transmissão do TNT Sports na TV fechada, no canal da emissora no Facebook e também na plataforma de streaming Estádio TNT Sports. Quem passar, enfrentará o Manchester City, na final em Istambul, na Turquia, dia 29 de maio.

    Continua após a publicidade
    Publicidade