Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Messi: ‘Meu filho me pergunta por que sou atacado na Argentina’

Atacante do Barcelona desabafou sobre suas frustrações e disse sentir falta de Cristiano Ronaldo na liga espanhola

Lionel Messi desabafou nesta sexta-feira, 29, sobre as críticas por seu desempenho com a seleção argentina. O atacante do Barcelona, em entrevista à rádio argentina Club Octubre FM 94.7, revelou que seu filho, Thiago Messi, de seis anos, questiona o motivo do jogador receber tantas críticas em seu próprio país.

Tabela completa de jogos da Copa América 2019

“Uma vez, meu filho Thiago, me perguntou: ‘Por que te matam (de críticas) na Argentina, papai?’. Eu respondi que são algumas pessoas, nada mais. Ele sabe que há muitas pessoas que gostam de mim também. Eu demonstro meu carinho pela seleção de outras maneiras, e a quem diz o contrário eu não dou bola. Não tenho que provar nada a ninguém”, contou.

O assunto voltou à tona depois da derrota da Argentina para a Venezuela, por 3 a 1, em amistoso na última semana, em Madri. Com uma lesão no púbis, Messi não entrou em campo na vitória contra Marrocos, por 1 a 0, em Tanger, no último amistoso antes da Copa América sediada pelo Brasil, em junho, que talvez seja a última chance do atacante conquistar um título pela seleção, algo que o incomoda.

Lionel Messi, da Argentina – 22/03/2019 (Juan Medina/Reuters)

“Eu quero ganhar algo com a seleção. Quero estar com a equipe e vou jogar todas as coisas importantes que tiver que jogar. Mesmo com muita gente sendo contra o fato de eu estar na seleção. Ser campeão do mundo é algo que não tem preço. É algo único. Tive a sorte de ganhar tudo no meu clube e a nível individual. Mas não ter nada pela seleção é algo muito duro”.

Messi resolveu se afastar da seleção por causa da dor que sentiu na eliminação para a França, nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, no ano passado, que o deixou de fora da equipe até os amistosos deste mês. “Foi um golpe muito duro, um dos piores que já sofri. Tudo foi mal desde o começo. Classificamos com sorte e a França não nos deu tempo para nada. Pensei em me aposentar da seleção. Queria ficar com a minha família e esquecer de tudo o que vivi. Tentei me exilar de tudo”.

Respeito por Cristiano Ronaldo

Messi dividiu uma das maiores rivalidades do futebol com Cristiano Ronaldo, individualmente e coletivamente, quando o português ainda estava no Real Madrid. O argentino confessou que sente falta de seu adversário, agora na Juventus, no Campeonato Espanhol.

“Neymar, Mbappé, Hazard, Suárez, Aguero, todos eles podem se tornar o melhor jogador do mundo. Não citei o Cristiano porque prefiro o colocar do meu lado. Sinto falta dele no campeonato. Era lindo enfrentá-lo pelo prestígio que ele trazia para nossa liga. Mas foi difícil vê-lo levantar tantas taças. Mas seria ótimo tê-lo de volta. Respeito a decisão dele e a Juventus. É uma equipe ainda mais forte com ele. Torço para que eles cheguem na final (da Champions) para nos enfrentarmos outra vez”, finalizou.

(Com Estadão Conteúdo)