Clique e assine a partir de 9,90/mês

Messi faz 700º gol da carreira, mas Barcelona volta a tropeçar

Empate em 2 a 2 no Camp Nou diante do Atlético de Madri dá ao Real Madrid a chance de abrir quatro pontos de vantagem no topo do Espanhol

Por Da Redação - Atualizado em 30 Jun 2020, 19h25 - Publicado em 30 Jun 2020, 19h00

Segue a crise no Camp Nou. Em casa, sem presença de público, o Barcelona empatou em 2 a 2 diante do Atlético de Madri nesta terça-feira, 30, pela 33ª rodada, e viu suas esperanças de conquistar o tricampeonato do Campeonato Espanhol reduzirem consideravelmente, restando apenas cinco partidas para o fim da competição. Lionel Messi fez boa partida e marcou o 700º gol de sua carreira em jogos oficiais em uma lance de gênio, mas não conseguiu evitar o tropeço e manutenção da crise interna no time catalão. Segundo a imprensa local, o técnico Quique Setién, estremecido com as principais estrelas, pode ser demitido em breve.

O jogo foi repleto de lances controversos e três penalidades assinaladas com a ajuda da arbitragem de vídeo. O primeiro gol foi contra, do brasileiro naturalizado Diego Costa, que se atrapalhou após cobrança de escanteio fechada de Messi, aos 11 minutos. Pouco depois, o próprio Diego Costa errou uma penalidade cometida por Arturo Vidal em Carrasco. O VAR, no entanto, considerou que o goleiro Ter Stegen se adiantou na defesa e mandou voltar. Saúl, então, pediu a bola e empatou.

De novo penteado, Messi queria seu gol 700 e chegou perto em chute da entrada da área que passou raspando a trave. O gol histórico, porém, chegou logo no início do segundo tempo. O zagueiro brasileiro Felipe disputou com o lateral Semedo, que caiu na área. O árbitro marcou a penalidade que Messi conclui com extrema frieza, encobrindo Jan Oblak com uma “cavadinha”. O craque chegou a 700 gols em 862 jogos (média de 0,81 tentos por partida).

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

700 VEZES MESSI: cobrando pênalti de cavadinha, o atacante argentino do Barcelona marcou o 700º gol de sua carreira em jogos oficiais, diante do Atlético de Madri, no Camp Nou. Foto: David Ramos/Getty Images #messi #fcb #laliga #messi700 #atleti

A post shared by Revista Placar (@revistaplacar) on

Aos 15 minutos, o Atlético voltou a empatar em novo pênalti sobre Carrasco, após toque sutil de Semedo, em lance que gerou revolta nos jogadores do Barcelona. Novamente Saúl foi para a bola e marcou. O atacante francês Antoine Griezmann, ex-Atlético, foi preterido pelo técnico Setién e só entrou aos 44 minutos do segundo tempo.

Continua após a publicidade

Com o empate, o Barcelona foi 70 pontos, um a menos que o líder Real Madrid. O clube da capital, no entanto, enfrenta o Getafe na quinta-feira 2 e pode abrir quatro de vantagem. Para ser campeão, não basta que o time de Messi empate em pontos com o rival, já que o time dirigido por Zinedine Zidane leva vantagem no critério de desempate, o confronto direto.

Publicidade