Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Messi cedia pênaltis a Neymar; e resultados não eram bons

Argentino deixou brasileiro cobrar 11 penalidades no Barcelona e 5 foram desperdiçadas. No Santos, problema semelhante causou demissão de Dorival

Neymar já deve estar com saudades do amigo Lionel Messi. Ao contrário do uruguaio Edinson Cavani, que não deixou o brasileiro cobrar penalidades no Paris Saint-Germain dando início a uma grande controvérsia, o argentino do Barcelona cedeu diversas cobranças ao amigo durante os quatro anos em que estiveram juntos no Barcelona.

O resultado, no entanto, talvez dê razão a Cavani: das 11 cobranças que Neymar assumiu com Messi em campo, apenas seis terminaram nas redes, segundo levantamento feito pelo diário Marca nesta terça-feira.

Neymar só recebeu a primeira chance de Messi em 2015, depois de dois anos de clube, e errou a cobrança contra o Villarreal. Falharia ainda contra Roma, Bétis, Valencia e Manchester City.

Nos tempos de Santos – onde, assim como no PSG, Neymar era o principal astro do time – a marca da cal também causou grande polêmica e até a demissão do técnico Dorival Júnior. Em 2010, aos 18 anos, Neymar se revoltou com a ordem do treinador, que ordenou que Marcel cobrasse uma penalidade contra o Atlético-GO.

O atacante ofendeu Dorival e foi duramente criticado por Renê Simões, então técnico do clube goiano, que disse a famosa frase: “Estamos criando um monstro“. O caso culminou na demissão de Dorival, que exigia da diretoria do Santos uma punição a Neymar, e até hoje é tratado pelo jogador como o maior arrependimento de sua carreira.

Após curtir uma balada com famosos em Londres, Neymar retornou aos treinos do PSG e, segundo especula a imprensa francesa, teria uma reunião com os chefes do clube, o treinador Unai Emery e o colega Cavani para resolver as questões das cobrança de pênaltis e faltas. Na última partida, contra o Lyon, os dois se desentenderam em campo e, segundo informa o diário L’Équipe nesta terça, tiveram de ser contidos por companheiros no vestiário.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Carlos Roberto Batista

    O Renê Simões tem razão, nós criamos um monstro, antipático, mau caráter, bobo, etc…etc…etc…rapaz sem humildade, tanto é que já arrumou confusão no PSG com o Cavani…

    Curtir