Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Meia do PSG se recusa a fazer parte da lista de suplentes da França

Adrien Rabiot ficou decepcionado com a escolha do técnico Deschamps e enviou uma carta à federação avisando que está de férias

Por EFE Atualizado em 23 Maio 2018, 12h31 - Publicado em 23 Maio 2018, 10h10

O meio-campista do Adrien Rabiot, do Paris Saint-Germain, ficou magoado por não figurar na lista de 23 convocados pelo técnico da seleção francesa, Didier Deschamps, para a Copa do Mundo da Rússia, e comunicou que se recusou a fazer parte do grupo de jogadores suplentes.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo 2018

Em carta enviada à Federação Francesa de Futebol (FFF), cujo conteúdo foi divulgado nesta quarta-feira pelo jornal L’Équipe, o jogador de 23 anos anunciou que não deseja estar no grupo de 12 atletas ao qual Deschamps poderia recorrer em caso de lesão ou qualquer outra eventualidade envolvendo os 23 convocados. Ele pretende aproveitar suas férias e não seguir alimentando uma esperança que muito provavelmente não se concretizará.

  • A decisão de Rabiot pode lhe trazer consequências negativas no futuro, sobretudo devido ao temperamento do técnico Deschamps, que diversas vezes demonstrou não tolerar nenhuma pressão ou indisciplina dos jogadores.

    Rabiot é companheiro de Neymar no PSG Paul Hanna/Reuters

    Ao informar a lista de convocados para a Copa do Mundo na quinta-feira, Deschamps reconheceu o bom futebol que Rabiot tinha desenvolvido nesta temporada com o PSG, mas não o convocou. O jogador, segundo o “L’Équipe”, decidiu escrever à FFF, contrariando conselhos de seu entorno.

    Para a sua posição, Deschamps convocou Kanté (Chelsea), Matuidi (Juventus), N’Zonzi (Sevilla), Pogba (Manchester United) e Tolisso (Bayern de Munique). Além de Rabiot, ficam na lista de suplentes Ben Yedder (Sevilla), Coman (Bayern de Munique), Costul (Bordeaux), Debuchy (Saint-Ètienne), Digne (Barcelona), Lacazette (Arsenal), Martial (Manchester United), Sakho (Crystal Palace), Sissoko (Tottenham) e Zouma (Stoke City).

    Continua após a publicidade

    Hugo Lloris – Tottenham (Inglaterra)
    Alphonse Aréola – Paris Saint Germain (França)
    Steve Mandanda – Olympique de Marseille (França)

    Os 23 convocados da seleção da França:

    Goleiros:
    Hugo Lloris – Tottenham (Inglaterra)
    Alphonse Aréola – Paris Saint Germain (França)
    Steve Mandanda – Olympique de Marseille (França)

    Defensores
    Djibril Sidibé – Mônaco (França)
    Benjamin Pavard – Stuttgart (Alemanha)
    Benjamin Mendy – Manchester City (Inglaterra)
    Lucas Hernández – Atlético de Madrid (Espanha)
    Presnel Kimpembe – Paris Saint Germain (França)
    Samuel Umtiti – Barcelona (Espanha)
    Raphael Varane – Real Madrid (Espanha)
    Adil Rami – Olympique de Marseille (França)

    Meias
    N’Golo Kanté – Chelsea (Inglaterra)
    Paul Pogba – Manchester United (Inglaterra)
    Corentin Tolisso – Bayern de Munique (Alemanha)
    Blaise Matuidi – Juventus (Itália)
    Steven N’Zonzi – Sevilla (Espanha)

    Atacantes
    Antoine Griezmann – Atlético de Madrid (Espanha)
    Olivier Giroud – Chelsea (Inglaterra)
    Kylian Mbappé – Paris Saint-Germain (França)
    Nabil Fékir – Lyon (França)
    Ousmane Dembelé – Barcelona (Espanha)
    Thomas Lemar – Mônaco (França)
    Florian Thauvin – Olympique de Marseille (França)

    [googlemaps https://www.google.com/maps/d/embed?mid=1d0NcRqFZVKi2aRAF0XYhtuEBpFWDLNjv&w=640&h=480%5D

    Continua após a publicidade
    Publicidade