Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marlos se torna cidadão ucraniano e torce por vaga na seleção

Morando há cinco anos na Ucrânia, Marlos agora poderá ser convocado por Shevchenko e disputar jogos decisivos por uma vaga na Copa

O meia Marlos, ex-São Paulo e Coritiba, se tornou cidadão da Ucrânia e está de olho em uma vaga na seleção do país, que disputa uma vaga na próxima Copa do Mundo. O meio-campista de aos 29 anos, nascido em São José dos Pinhais (PR), joga pelo Shakhtar Donetsk desde 2014 e é um dos destaques da equipe.

Entre 2012 e 2014, Marlos jogou pelo Metalist, também da Ucrânia. Com cinco anos de residência no país, pôde se naturalizar e agora também pode defender a seleção. O diretor-executivo do Shakhtar, Serhiy Palkin, publicou uma foto do jogador segurando seu passaporte ucraniano no Facebook.

“Foi decisão dele. Esta é uma ótima notícia para o Shakhtar, já que agora temos mais um jogador ucraniano. Também é bom para a seleção”, disse o técnico do time, Paulo Fonseca, em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira. “Marlos é um jogador excelente com qualidades pessoais extraordinárias. Acho que ele será de grande ajuda para a seleção”.

O técnico da Ucrânia, o ex-atacante Andriy Shevchenko, ainda poderá convocar Marlos para as próximas duas paridas pelas Eliminatórias, decisivas para as pretensões do país de jogar a Copa do Mundo. O time enfrentará o Kosovo, fora de casa, e a Croácia, em casa, nos dias 6 e 9 de outubro respectivamente. Duas vitórias garantiriam ao time ucraniano pelo menos na segunda colocação do Grupo I, que daria direito de disputar a repescagem europeia.

(com Reuters)