Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Marcelo faz gesto contra o racismo ao comemorar gol do Real Madrid

Lateral brasileiro repetiu o gesto que se tornou uma forma de mostrar respeito pelos pedidos por justiça e pelo fim do racismo policial em todo o mundo

Por Da Redação 14 jun 2020, 15h56

O lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, apoiou os protestos contra o racismo neste domingo, 14, ao comemorar o gol que marcou contra o Eibar, pelo Campeonato Espanhol, fazendo o gesto de colocar um joelho no chão.

O gesto se tornou uma forma de mostrar respeito pelos pedidos por justiça e pelo fim do racismo policial em todo o mundo, especialmente após a morte de George Floyd, que foi assassinado por um policial branco no dia 25 de abril nos Estados Unidos.

Em 2016, já com manifestações do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), o jogador de futebol americano Colin Kaepernick negou-se a ficar em pé durante a execução do hino americano em um jogo da NFL. O gesto de protesto pretendia chamar a atenção para a violência policial contra negros.

Alguns jogos depois, Kaeparnick passou a ficar de joelhos durante o hino nacional, dizendo que seria uma posição em respeito aos militares veteranos, que haviam se incomodado com a imagem do jogador sentado diante da bandeira. Considerado mais respeitoso, o gesto virou um ícone e passou a ser repetido por outros jogadores em protesto contra a violência policial.

A ação, no entanto, tomou outra proporção quando, em 2017, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, passou a criticar os atletas pelas manifestações. Na ocasião, Trump sugeriu que o público boicotasse os jogos da NFL pelo desrespeito aos símbolos nacionais.

Marcelo marcou seu primeiro gol no Campeonato Espanhol durante a vitória do seu time contra o Eibar pelo Campeonato Espanhol.

Continua após a publicidade
Publicidade