Marca própria para o Papão de Belém | VEJA
Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Marca própria para o Papão de Belém

Visando ter mais lucros com venda de camisa, Paysandu vem fazendo seus uniformes

Por Samir Birani Atualizado em 8 mar 2017, 15h04 - Publicado em 10 Maio 2016, 17h07

O Paysandu de Belém do Pará é o primeiro clube do Brasil a lançar sua própria marca de material esportivo de forma independente, denominada ‘Lobo’.

Paralelamente, o Santos FC também teve a mesma iniciativa , no entanto o time paulista desenvolveu seu novo uniforme em conjunto com um tradicional fornecedor de material esportivo.

Portanto a ‘marca própria’ garante ao Paysandu 100% da receita de vendas e com isso o uniforme oficial concretiza o primeiro passo de uma estratégia da diretoria, que visa diversificar a gama de produtos fornecida pelo clube, atingindo torcedores de todas as idades, inclusive com alternativas que vão além do âmbito esportivo, semelhante ao que já é praticado por muitos clubes europeus.

As vendas iniciais superaram as expectativas da diretoria e foram impulsionadas, principalmente,pelo preço mais acessível ao fanático torcedor bicolor, que agora pode adquirir o seu manto a R$ 169 na versão masculina e a R$ 149 na feminina, contra os R$ 240 comercializados pelo antigo fornecedor de material esportivo. Números da ordem de 10 mil camisetas vendidas foramcontabilizados em menos de 20 dias, o que representa um lucro superior aos R$ 400 mil, que é o montante que o clube havia recebido de royalties do fornecedor anterior em todo o ano de 2015.

Com ganhos estimados pela diretoria na ordem de 45% por camisa vendida, o Paysandu demonstra que ações certeiras de marketing do próprio clube podem ser uma grande fonte de receita para todos os times brasileiros.

Com a marca Lobo, própria do clube, Paysandu fica com 100% das vendas – Divulgação

Continua após a publicidade
Publicidade