Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Maradona recebe alta após hemorragia estomacal

Ídolo do futebol argentino permaneceu cinco horas em clínica de Buenos Aires; ele passará por cirurgia após comparecer ao batizado do neto

Diego Armando Maradona deixou nesta sexta-feira, 4, uma clínica em Olivos, cidade da província de Buenos Aires, após permanecer internado por cinco horas devido a uma pequena hemorragia estomacal que os médicos descobriram quando realizavam um exame de rotina.

Fontes ligadas ao ídolo argentino de 58 anos informaram que Maradona foi submetido a “uma endoscopia com resultados positivos e que confirmou uma pequena hérnia estomacal produto da operação bariátrica que realizou na Colômbia em 2005”.

“Desta hérnia perde apenas um fio de sangue e na próxima semana será operado, mas não ficará internado e poderá seguir com sua vida normal”, completou a fonte.

Veja também

Maradona, portanto, poderá estar presente neste sábado no batismo do seu neto Diego Matías, o herdeiro de Diego Júnior – o filho italiano que teve de uma relação extraconjugal com Cristiana Sinagra, e que demorou décadas para reconhecer legalmente. Na próxima semana, ele se submeterá a esta intervenção, acrescentou a fonte.

Isto confirma que o ex-capitão e ex-técnico da seleção argentina atrasará consideravelmente seu regresso ao México para retomar o comando dos Dorados de Sinaloa. Seu agente, Matías Morla, anunciou horas antes da internação que o ex-jogador acertou sua “continuidade” como técnico do clube da segunda divisão mexicana por mais uma temporada.

Depois da reabilitação ambulatória que deve demorar dois ou três dias, Maradona pretende retornar ao México para iniciar sua segunda temporada à frente dos Dorados, que neste final de semana começará sua participação no torneio Clausura contra o Celaya.

A presença de Maradona na clínica foi atribuída por alguns meios de comunicação locais às dores que o ex-jogador sofre nos joelhos. O colombiano Germán Ochoa, um dos médicos de Maradona, disse em outubro de 2018 que o campeão do mundo com a Argentina no México em 1986 sofre de uma artrose severa e que deveria operar os joelhos.

Desde que se aposentou, em 1997, Maradona foi internado diversas vezes. A mais grave ocorreu em 2004, quando foi hospitalizado com um quadro de hipertensão e insuficiência respiratória e permaneceu 11 dias em observação. No ano passado, ele passou mal durante a Copa do Mundo da Rússia, após vitória dramática da Argentina.

(com agência EFE)