Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manchester City estreia com vitória na defesa do título inglês

O atual vencedor do campeonato começou a nova temporada com vitória fora de casa e sobre um grande rival: o Arsenal

Estreando na temporada do futebol inglês com um clássico, Arsenal e Manchester City duelaram no Emirates Stadium neste domingo pelo Campeonato Inglês e, defendendo o título, o City venceu por 2 a 0. Superiores durante o jogo inteiro, os comandados por Pep Guardiola não se intimidaram por jogar fora de casa e dominaram as chances de gol. Os autores dos gols foram o inglês Sterling e o português Bernardo Silva.

O dia também marcou a estreia de novos nomes em ambos os times. Entre os mais importantes, o novo comandante do Arsenal, Unai Emery, e pelo City o camisa 26 Mahrez, que fez uma ótima apresentação pelo meio mesmo sendo substituído na metade do segundo tempo. O treinador espanhol ainda escolheu não entrar com jogadores importantes como o belga Kevin De Bruyne, que entrou na etapa final. Gabriel Jesus também começou no banco e substituiu Agüero, aos 33 minutos da etapa final.

Para a segunda rodada do Inglês, o Arsenal tem vida difícil para tentar a primeira vitória contra o Chelsea, fora de casa. Já o atual campeão recebe o Huddersfield Town em Manchester.

O jogo – Apesar de jogar em casa, o Arsenal foi pressionado logo no começo do jogo, com seu goleiro fazendo aparições importante evitando que o City marcasse já nos primeiros sete minutos. Sem se esconder, o time de Manchester buscava triangulações perto da área adversária com um ritmo alto e teve boas infiltrações na área do Arsenal.

Foi logo aos 13 minutos que o City abriu o placar com Sterling. O camisa 7 recebeu na entrada da área, pela esquerda, e conduziu a bola para o meio com tranquilidade, batendo à meia altura no canto direito de Petr Cech. Após o gol, os visitantes mantiveram a posse de bola, enquanto o Arsenal tentava sair no contra-ataque, além de explorar viradas de jogo. Foi em uma jogada assim que os Gunners tiveram uma ótima chance com Bellerín, que se livrou de Mendy e chutou forte para Ederson fazer sua primeira grande defesa.

Aos 27 minutos, o City quase ampliou o marcador em falta na entrada da área. Em saída errada de Xhaka, Sokratis precisou parar a jogada com um carrinho que lhe rendeu cartão amarelo. Na cobrança de Mahrez, com muita força no canto esquerdo inferior, Cech foi obrigado a fazer ótima defesa.

O final da primeira etapa foi mais morno, com o Arsenal tendo dificuldades de segurar a bola, mas encaixando melhor a marcação, sem deixar espaços para o adversário chegar com perigo na área. Nas poucas chances que os times tiveram nos últimos dez minutos, nenhuma levou muito perigo aos arqueiros.

Na volta dos vestiários, os primeiros dez minutos não tiveram muita movimentação. Precisando de mais agressividade, Emery colocou Lacazette e o francês logo de cara já ameaçou a meta de Ederson, com bom chute de fora da área. Mas não durou muito a tentativa de domínio do Arsenal.

Aos 17 minutos, em contra-ataque, o City teve uma chance clara de gol, desperdiçada por Agüero, que saiu sozinho desde o meio de campo e não conseguiu superar Petr Cech. Para compensar, um minuto depois, em boa jogada de Mendy pela linha de fundo esquerda, Bernardo Silva recebeu bola rasteira no meio da área e estufou a rede do Arsenal, ampliando o marcador.

Com o resultado nas mãos, o City passou a administrar o jogo sem muita dificuldade. Aos 40 minutos, o City ainda teve bom lance, pegando a zaga adversária desarrumada. Após um bate-rebate dentro da área, a bola terminou nas mãos de Cech. Nos últimos minutos, mesmo com o resultado definido, os times ainda tentaram chutar ao gol e criaram algumas chances sem sucesso.

(com Gazeta Press)