Clique e assine a partir de 8,90/mês

Lucas Moura pode deixar o PSG apesar da chegada de Neymar

O camisa 7 do clube francês nem foi relacionado para estreia da equipe no sábado. Seu destino ainda é incerto

Por Alexandre Salvador, de Paris - Atualizado em 8 ago 2017, 10h40 - Publicado em 7 ago 2017, 10h13

Na vitória por 2 a 0 do Paris Saint Germain sobre a equipe do Amiens, no último sábado, quatro brasileiros estavam em campo: os zagueiros Marquinhos e Thiago Silva, o lateral-direito Daniel Alves e o volante Thiago Motta (embora este seja naturalizado italiano). Além de Neymar, que ficou nas tribunas, outro jogador do país não atuou na estreia do Campeonato Francês: o meia-atacante Lucas Moura.

O ex-jogador do São Paulo não ficou nem no banco de reservas do PSG – fato que não passou despercebido pelo novo camisa 10 da equipe, que não entendeu a ausência do amigo e companheiro de equipe. Ao que se sabe, a decisão de não relacionar o camisa 7 do Paris foi exclusivamente do treinador do time, o espanhol Unai Emery.

A ausência foi interpretada como um recado de Emery ao brasileiro: Lucas não estaria em seus planos para esta temporada. O camisa 7 tem a concorrência direta em sua posição, mais à direita, dos argentinos Angel Di María, titular no sábado, e do alemão Julian Draxler, que também não jogou contra o Amiens.

Lucas é um dos mais veteranos no elenco do Paris Saint-Germain. O brasileiro revelado no São Paulo chegou à equipe em janeiro de 2013, na maior transferência a época para um jogador do país: 43 milhões de euros. Em quatro temporadas e meia pelo PSG, o meia-atacante, que completa 25 anos no próximo domingo, fez 223 partidas e marcou 45 gols.

Embora esteja totalmente adaptado à capital francesa (sua esposa, aliás, está grávida), o estafe de Lucas já busca um destino alternativo para o jogador. Ele já teve sondagens de equipes da Itália e Inglaterra, mas outros mercados, como o futebol português, não estão descartados.

Neymar, entre Daniel Alves e Lucas Moura, em seu primeiro treino no PSG
Lucas Moura (á dir.) se diverte com Daniel Alves e Neymar em treino no PSG PSG/Divulgação
Continua após a publicidade
Publicidade