Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Everton faz dois e Grêmio vence Libertad fora de casa pela Libertadores

Atacante foi o grande destaque do triunfo da equipe comandada por Renato Gaúcho no Paraguai

Com dois gols de Everton Cebolinha, o Grêmio venceu o Libertad-PAR fora de casa por 2 a 0 nesta terça-feira, 23. O resultado fez o tricolor gaúcho subir para sete pontos no grupo H da Copa Libertadores e mantém as esperanças da equipe de classificação para a próxima fase da competição continental.

Tabela completa de jogos da Copa Libertadores 2019

A vitória do time comandado por Renato Gaúcho também encerrou a invencibilidade do time paraguaio na Libertadores, que havia vencido os quatro primeiros jogos do torneio.

Para confirmar a vaga no mata-mata, o tricampeão da América jogará contra a Universidad Católica no próximo dia 8, na Arena do Grêmio. Caso o representante chileno supere o Rosario Central ainda nesta terça, na Argentina, o bicampeão gaúcho precisará da vitória; se a Universidad Católica tropeçar, um empate em Porto Alegre já será suficiente.

O Grêmio entrou com a mesma escalação da segunda partida da final do campeonato estadual, na última quarta-feira, em que superou o Internacional nos pênaltis na Arena para faturar o bi. No Libertad, houve duas mudanças em relação à vitória sobre a Católica na rodada anterior, as entradas de Riveros, ex-jogador do Imortal, e Benítez nas vagas de Recalde e Rivero.

O jogo começou amarrado, e os dois times tinham dificuldade para entrar na área do adversário. Espinoza então tentou surpreender Paulo Victor com um chute de muito longe, aos 14 minutos do primeiro tempo, mas o goleiro segurou.

A primeira jogada de perigo do Tricolor aconteceu apenas aos 24, em passe de Maicon para Bruno Cortez. O lateral cruzou fechado e Martín Silva, ex-Vasco, defendeu. Um minuto depois, a bola foi de pé em pé até Everton emendar um voleio para fora.

De tanto insistir, o time visitante fez 1 a 0 aos 27 minutos com um golaço. André tocou para Alisson, que deu para Everton. O ‘Cebolinha’ driblou Piris, ex-São Paulo, duas vezes e acertou uma linda finalização no ângulo.

O segundo quase aconteceu aos 30, mas Martín Silva impediu. Jean Pyerre fez fila na defesa do Libertad e chutou de bico para grande intervenção do arqueiro uruguaio. Mais tarde, aos 35, o goleiro parou com o pé o chute de Everton.

Depois do intervalo, aos dez minutos do segundo tempo, a torcida local reclamou de pênalti no agarra-agarra entre Kannemann e Óscar Cardozo. Benítez ainda ficou com a sobra, mas bateu pela linha de fundo.

A partir dos 20 minutos, o Libertad tentou ir para cima com as entradas de Recalde e Martínez nas vagas de Ángel Cardozo e Edgar Benítez, que já tinham cartão amarelo. Mas quem esteve perto do gol primeiro – e teria sido um golaço – foi o Grêmio, com Jean Pyerre, que quase marcou por cobertura aos 26. Martín Silva desviou, a bola ainda tocou no travessão e não entrou. Quatro minutos depois, Diego Tardelli, que havia acabado de substituir André, fintou o zagueiro e arrematou para mais uma defesa do uruguaio.

O Libertad teve tudo para empatar aos 36 minutos, quando Óscar Cardozo deixou Recalde na cara do gol. Entretanto, Paulo Victor fez linda defesa e manteve o Tricolor à frente.

E como quem não faz, leva, a equipe anfitriã foi castigada aos 38. Everton partiu para cima de Piris novamente, ganhou a dividida com o lateral paraguaio, entrou na área e chutou colocado para aumentar.

Os donos da casa ainda tiveram grande chance para diminuir aos 45, em cabeceio de Recalde, mas Paulo Victor defendeu. Na sequência, aos 48, Jean Pyerre arriscou de fora da área e quase marcou o terceiro, mas Martín Silva fez mais uma bonita intervenção.

Ficha técnica:.

Libertad: Martín Silva; Piris, Luis Cardozo, Canale e Espinoza; Ángel Cardozo (Recalde), Mejía e Riveros (Alan Benítez); Bareiro, Edgar Benítez (Martínez) e Óscar Cardozo. Técnico: José Chamot.

Grêmio: Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Michel), Matheus Henrique e Jean Pyerre; Alisson (Pepê), Everton e André. Técnico: Renato Gaúcho.

Árbitro: Alexis Herrera (Venezuela), auxiliado pelos compatriotas Jorge Urrego e Tulio Moreno.

Cartões amarelos: Ángel Cardozo, Edgar Benítez, Luis Cardozo e Recalde (Libertad); Matheus Henrique, André e Jean Pyerre (Grêmio).

Gols: Everton (2x) (Grêmio).

Estádio: Defensores del Chaco, em Assunção.

Com EFE

Narração Minuto a Minuto