Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Libertadores: Palmeiras atropela o River Plate e se aproxima da final

Mesmo jogando na Argentina, clube brasileiro foi amplamente superior e venceu por 3 a 0

Por Da Redação Atualizado em 6 jan 2021, 13h33 - Publicado em 5 jan 2021, 23h23

A um passo do Maracanã. O Palmeiras se aproximou de sua quinta final de Copa Libertadores ao bater o River Plate, time mais vitorioso do continente nos últimos anos, por 3 a 0, no estádio Libertadores de América, em Avellaneda, na Argentina, na noite desta terçaa-feira, 5.

Com estádio vazio devido à pandemia do coronavírus, o clube brasileiro suportou uma pressão inicial, se aproveitou do descontrole dos argentinos após o primeiro gol, e abriu vantagem com extrema facilidade. Boca Juniors e Santos fazem a outra semifinal, nos dias 6 e 13, e a final, em jogo único, acontece dia 30, no Maracanã.

O River Plate, que sob o comando do técnico Marcelo Gallardo conquistou os títulos de 2016 e 2018 e perdeu a última decisão para o Flamengo, começou o jogo melhor e quase abriu o placar logo no início, em chute de Carrascal defendido por Weverton. O Palmeiras foi, aos poucos, equilibrando a partida e saiu na frente com Rony, um dos destaques do torneio, aproveitando sobra de saída errada do goleiro Armani e chutando forte da entrada da área.

O clube de Buenos Aires pareceu assustado e chegou a levar o segundo gol, em bela jogada concluída por Gustavo Scarpa, mas Luiz Adriano estava impedido na origem da jogada e o gol foi invalidado pelo VAR. O River ainda chegou perto do empate, em cobrança de falta de Nacho Fernández que acertou o travessão.

  • O time dirigido pelo português Abel Ferreira ampliou logo no início da segunda etapa, em linda jogada de Luiz Adriano. O experiente centroavante fez o pivô, girou sobre Rojas e tocou por baixo de Armani. O River quase diminuiu pouco depois, mas a sorte estava do lado brasileiro e em cabeçada de Carrascal que passou raspando a trave de Weverton.

    O Palmeiras chegou perto do terceiro em forte chute de Patrick de Paula que Armani defendeu. Aos 14 minutos, a situação do River Plate ficou ainda mais complicada quando Carrascal perdeu a cabeça, deu um pontapé em Gabriel Menino e foi expulso. Logo em seguida, o lateral uruguaio Matías Viña marcou o terceiro, de cabeça.

    O jogo de volta acontece na próxima terça-feira, dia 12, no Allianz Parque, em São Paulo, e o Palmeiras pode perder por até dois gols de diferença.

    Continua após a publicidade
    Publicidade