Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Libertadores: Conmebol adia Inter x Boca após morte de Maradona

Entidade atende a uma solicitação do clube argentino, de luto após morte do ídolo; confrontos acontecerão nos próximos dias 2 e 9

Por Da Redação Atualizado em 26 nov 2020, 11h42 - Publicado em 25 nov 2020, 16h30

A Conmebol anunciou na tarde desta quarta-feira, 25, o adiamento da primeira partida das oitavas de final da Copa Libertadores da América entre Boca Juniors e Internacional, que ocorreria às 21h30 (de Brasília), em Porto Alegre. A entidade atende a uma solicitação feita pelos argentinos em razão da morte do ídolo argentino Diego Armando Maradona.

Com a decisão, as partidas acontecerão nos dias 2 e 9 de dezembro. O jogo decisivo ocorrerá em La Bombonera, em Buenos Aires. Mais cedo, o próprio clube gaúcho se manifestou no Twitter.

  • “Uma lenda do futebol partiu hoje. Diego Maradona, um dos maiores camisas 10 da história, ex-atleta e torcedor ilustre do Boca Juniors, nosso adversário nesta noite pela Libertadores, faleceu na Argentina. Manifestamos respeito e sentimento de pesar por esta grande perda”.

    O Boca decretará três dias de luto pela morte de Maradona. No entorno da Bombonera, diversos torcedores prestam as últimas homenagens ao ex-camisa 10 com flores colocadas próximas a catracas de acesso. O capitão da equipe, Carlos Tevez, tinha especial amizade com o ídolo e, segundo jornalistas presentes à concentração do Boca em Porto Alegre, estava bastante abalado com a notícia.

    Maradona sofreu uma parada cardiorrespiratória na casa em que se recuperava de uma cirurgia na cabeça, em Nordelta, na província de Tigre, na região norte da capital Buenos Aires. De acordo com o periódico argentino, a família e os amigos próximos que acompanhavam Maradona em sua recuperação disseram que ele estava muito “ansioso e nervoso” nos últimos dias.

    O ídolo do futebol argentino e mundial havia completado 60 anos de idade no dia 30 de outubro. Como jogador, foi campeão por Boca Juniors, Barcelona e Napoli, além do título da Copa do Mundo de 1986 pela Argentina. Atualmente, era técnico do time local Gimnasia y Esgrima.

    Continua após a publicidade
    Publicidade