Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Kazu Miura, o jogador mais velho em atividade, renova contrato

Perto de completar 53 anos, ele assinou novo vínculo com o Yokohama FC

Por Da Redação - 14 jan 2020, 17h35

O atacante japonês Kazuyoshi Miura, que atuou no futebol brasileiro por Santos e XV de Jaú, entre outros, renovou seu contrato com o Yokohama FC aos 52 anos, anunciou o clube que voltou para a J-League, a primeira divisão do Japão, nesta terça-feira, 1.

Idolatrado em seu país, “King Kazu”, que completará 53 anos de idade no próximo dia 26 de fevereiro, chegou já veterano ao Yokohama FC em 2005, aos 39 anos. Em entrevista recente, ele revelou sua intenção de continuar jogando profissionalmente até os 60 anos.

“Quero dar o melhor de mim para que a equipe vença”, declarou em um curto comunicado o jogador que atuou em apenas três partidas na última temporada com o Yokohama, sem marcar nenhum gol. Esta será sua 35ª temporada como profissional.

Em 2017, Kazu se tornou o jogador profissional mais velho em atividade no mundo e também o mais velho a ter marcado um gol em competições oficiais, superando a lenda inglesa Stanley Matthews, que detinha os dois recordes. De acordo com as estatísticas do site oGol, Kazu soma 936 jogos e 288 gols na carreira (12 dos tentos foram por clubes brasileiros).

Publicidade

Passagem pelo Brasil

Kazuyoshi Miura se mudou para o Brasil no início dos anos 1980 quando ainda era adolescente e o futebol era pouco popular no Japão. Em 1986 estreou no Santos e depois passou por clubes como Palmeiras, XV de Jaú, Matsubara, Coritiba antes de voltar para seu país natal no começo dos anos 1990.

Kazu é cultuado no Japão, onde chegou até a inspirar o autor da série de mangá ‘Capitão Tsubasa’ (conhecida como ‘Super Campeões’, no Brasil), Yoichi Takahashi, e virou um grande garoto-propaganda do esporte.

Kazu Miura nas páginas da Placar de abril de 1988
Kazu Miura nas páginas da Placar de abril de 1988 Placar/Reprodução

(Com AFP)

Publicidade