Clique e assine a partir de 9,90/mês

Juventus mostra apoio a Cristiano Ronaldo após acusação de estupro

Clube exaltou 'profissionalismo' do atacante. Modelo americana Kathryn Mayorga alega que foi estuprada por Cristiano em 2009, em Las Vegas

Por Estadão Conteúdo - Atualizado em 4 out 2018, 21h14 - Publicado em 4 out 2018, 17h31

A Juventus saiu em defesa de Cristiano Ronaldo nesta quinta-feira, dias após vir à tona uma acusação de estupro contra o astro português. Em publicações no Twitter, o clube de Turim exaltou o comportamento do craque como atleta para tentar defendê-lo.

“Cristiano Ronaldo mostrou nos últimos meses seu grande profissionalismo e dedicação, o que foi apreciado por todos na Juventus. Estes eventos, supostamente ocorridos há 10 anos, não mudam nossa opinião, que é dividida por todos que entraram em contato com este grande campeão”, divulgou nas redes sociais.

Entenda o caso

Kathryn Mayorga, uma modelo americana de 34 anos, acusou Cristiano de tê-la estuprado em 2009, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Os dois se conheceram horas antes, em uma festa no hotel Palms, em Las Vegas, quando ele ainda era jogador do Manchester United. Depois da festa, o português levou Kathryn para sua cobertura no hotel e, supostamente, a obrigou a ter relações sexuais com ele.

Além disso, Kathryn contou que o atacante pagou 375.000 dólares (cerca de 1,4 milhões de reais pela cotação atual) para que ela não tornasse o caso público. A modelo alegou que aceitou a oferta do português na época porque estava assustada. O jogador negou as acusações e criticou o “espetáculo midiático montado por quem quer se promover às minhas custas”. Segundo seus advogados, a relação foi consensual. 

Publicidade