Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Jorge Jesus diz estar com coronavírus; contraprova foi inconclusiva

Técnico confirmou que contraiu a doença, mas precisará de terceiro exame; outros membros do elenco e da comissão técnica testaram negativo

Por Danilo Monteiro Atualizado em 16 mar 2020, 23h27 - Publicado em 16 mar 2020, 17h39

 

O Flamengo anunciou nesta segunda-feira 16, em nota, que o exame para coronavírus feito com o técnico Jorge Jesus, de 65 anos, apontou resultado positivo. A informação foi confirmada pelo próprio português pouco depois em um vídeo divulgado pelo Instagram.

”É verdade que meu teste deu positivo. Também é verdade que me sinto normal. Hoje me sinto exatamente como me sentia há um mês, há um ano. Não tenho sintomas, mas vou ficar de quarentena. Quero agradecer pelo carinho”, disse o treinador.

A nota divulgada pelo Flamengo apontou resultado “positivo fraco ou inconclusivo”. Diante disso, o departamento médico do clube realizou um exame de contraprova, também inconclusivo – por isso, o técnico fará um terceiro exame nesta terça. Os demais membros do elenco e da comissão técnica testaram negativo para Covid-19.

“O Flamengo informa que os testes para detectar a presença do Covid-19 em atletas, comissão técnica e funcionários do departamento de futebol foram concluídos na tarde desta segunda-feira. O clube informa que o treinador Jorge Jesus realizou um primeiro teste e o resultado foi um positivo fraco ou inconclusivo”, comunicou o clube.

Continua após a publicidade

Existe preocupação com Jorge Jesus, pois o treinador tem 65 anos, idade que o coloca no grupo de risco, que engloba idosos, diabéticos, fumantes, asmáticos e outros. O técnico, também nesta segunda-feira, perdeu o amigo Marco Veríssimo, massagista do Estrela da Amadora, que, aos 80 anos, foi a primeira vítima do coronavírus em Portugal.

  • Apesar da paralisação das principais competições esportivas do mundo, os campeonatos estaduais foram mantidos no últimos final de semana, em decisão contestada por várias equipes, como o Grêmio, que foi a campo com toda a equipe usando máscaras. O Flamengo, no sábado, enfrentou a Portuguesa-RJ, pelo Carioca, e, após a vitória por 2 a 1, Jorge Jesus protestou contra a manutenção dos jogos.

    “Isso não é brincadeira. Eu não tinha a sensibilidade do que era isso, mas hoje estou percebendo. É preciso pensar aqui no Brasil que não é só nos outros países. É um vírus que aparece facilmente em todo lado. Acho que isso vai ter que parar. A próxima rodada, eu penso, que não pode haver jogos do estadual. A gente tem que defender os jogadores, porque eles não são super-homens”, disse o português, na ocasião.

    Na última semana, o vice-presidente de embaixadas e consulados do Flamengo, Maurício Gomes de Mattos, foi diagnosticado com coronavírus. A suspeita, que veio a se confirmar, fez o clube preparar exames para seus funcionários e dirigentes. O Flamengo, porém, revelou nesta segunda que nenhum atleta do elenco, dirigente e membros da comissão técnica, salvo Jorge Jesus e Mattos, testou positivo. O clube também anunciou que, por precaução, irá suspender os treinos do time profissional e das categorias de base por uma semana.

    “O Mister está sob os cuidados do departamento médico e apresenta quadro estável de saúde. Atletas, integrantes do departamento de futebol e comissão técnica testaram negativo para o Covid-19. Vale ressaltar que o departamento de futebol seguirá as orientações do Ministério da Saúde durante a pandemia do coronavírus. A diretoria anuncia a suspensão dos treinos da equipe profissional e das categorias de base ao menos por uma semana”, finalizou.

    Continua após a publicidade
    Publicidade