Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Joinville engole do próprio veneno e perde o título catarinense de 2015

Time perdeu a taça no Tribunal de Justição Desportiva

Nos últimos anos, o Joinville beneficiou-se muito dos erros de outros clubes e de vitórias no Tribunal de Justiça Desportiva. Agora, o clube experimentou do próprio veneno. Por escalação de um jogador irregular, o clube perdeu quatro pontos e ficou com o vice-campeonato catarinense, perdendo para o Figueirense, com quem empatou os dois jogos por 0 x 0.

O clube, contudo, se deu muito bem com tapetões no passado. Na série D, de 2010, o clube foi eliminado pelo América-AM com derrota por 1 x 2 e empate em 1 x 1 nas quartas de final. Assim, o clube caiu diante dos amazonenses, que seriam vice-campeões do torneio e ainda não alcançaram o acesso. Entretanto, o clube entrou na justiça e conseguiu tirar o América-AM da disputa por escalação de jogador irregular contra o Joinville. Assim, o JEC herdou a vaga do América e conseguiu o acesso. 

Na ocasião, o América-AM ganhou no primeiro julgamento por ter escalado de forma irregular o jogador Amaral Capixaba, mas o Joinville entrou com um recurso e garantiu o acesso à série C.

Na série C, o grupo do Joinville teve casos de perda de ponto, mas isso não envolveu o clube. Contudo, na série B de 2014, o time entrou na justiça contra o América-MG e fez a equipe mineira perder seis pontos. Contudo, isso não influenciou na campanha do clube, mas acabou ajudando o rival de estado, Avaí, a garantir vaga na série A, deixando os mineros de fora da zona de acesso.

O JEC ainda tem na história o rebaixamento no Campeonato Catarinense de 2007, que não aconteceu, por conta de uma regra estranha da Federação Catarinense. O clube foi rebaixado junto com Próspera. Contudo, para aquele ano, os dois clubes iriam para um quadrangular com os dois primeiros da segunda divisão, para definir os classificados para a primeira divisão. No quadrangular, o JEC conseguiu voltar à primeira divisão no mesmo ano que caiu.