Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jogos da Libertadores às quintas não serão mais exclusivos do Facebook

A rede social cedeu a Fox Sports os jogos que seriam exibidos apenas via streaming pela oportunidade de exibir mais partidas em sua plataforma digital

O boato surgido há algumas semanas se confirmou na noite desta segunda-feira. O Facebook abriu mão de exibir com exclusividade às partidas da Copa Libertadores, um direito adquirido no final do ano passado, pela possibilidade de exibir um número maior de partidas da competição sul-americana em sua plataforma. Quem se beneficiou pela troca de jogos foi a emissora Fox Sports, que passará a transmitir as partidas de quinta na TV por assinatura nos países de língua espanhola do continente: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. A tendência é que a parceria, que não envolveu tipo algum de compensação financeira, seja replicada no mercado brasileiro – o Facebook tem direito a 27 jogos exclusivos no Brasil até as quartas de final da Libertadores; no resto da América do Sul, eles também transmitirão as semifinais e final.

“Nos últimos meses, o Facebook vinha discutindo com a Conmebol (a Confederação Sul-americana de Futebol) a possibilidade de compartilhar conteúdo nesta temporada, uma iniciativa que agora se concretizou. Com o novo acordo, o Facebook e a Fox Sports compartilharão seus conteúdos, aumentando de 28 para 46 o número de jogos disponíveis gratuitamente na plataforma de vídeo Facebook Watch. A Fox Sports, por sua vez, transmitirá também os jogos de quinta-feira adquiridos pelo Facebook”, disse o comunicado divulgado simultaneamente pela Conmebol e Facebook.

Esta troca de jogos feitas entre a rede social e esta emissora por assinatura faz sentido pela proximidade entre as duas empresas. Para fazer a transmissão das partidas as quais tinha direito exclusivo, o Facebook havia contratado a Fox Sports como uma produtora de vídeo, cedendo a equipe de repórteres, narradores e comentaristas. Ou seja, a emissora não exibia suas marcas nos jogos de quinta-feira. O “envelopamento” do jogo, o jargão usado no universo esportivo para a identidade visual da transmissão, levava a logomarca da Conmebol. Embora neguem que esse tenha sido o motivo da mudança, a decisão do Facebook e da Fox Sports em compartilhar seus jogos foi anunciada após reiteradas críticas de torcedores sul-americanos, inclusive dentro da própria rede social, que não se adaptaram à novidade de assistir ao futebol via streaming.

“O comportamento do consumidor está mudando, e queremos trazer essa mudança e inovação para o ecossistema de esportes na América Latina. Nossa experiência nos mostrou que ter mais jogos pode ajudar as pessoas a adotarem com mais facilidade essa mudança”, afirmou o diretor de parcerias esportivas do Facebook, Leo Cesar. “A exclusividade é muito mais importante para modelos de negócio que envolvam o pagamento de assinatura ou pay per view. Não é o nosso caso, precisamos, sim, de mais gente experimentando esse novo jeito de assistir a partidas de futebol.”

Recentemente, a Conmebol divulgou uma série de vídeos educativos de como assistir aos jogos que não seriam transmitidos pelos canais de televisão. A primeira (e pouco conveniente) opção sugerida pela entidade era plugar um notebook à televisão através de um cabo HDMI (assista ao exemplo, em espanhol, abaixo). “Estamos trabalhando com as telcos (as empresas de telecomunicações) para facilitar o acesso ao nosso modelo”, afirma Leo Cesar, do Facebook.