Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jogadores e torcedores se unem no adeus a Astori, da Fiorentina

Milhares de fãs, companheiros de clube e jogadores de equipes rivais compareceram ao funeral do zagueiro, em Florença

Milhares de pessoas, torcedores e representantes políticos e do mundo do futebol deram, nesta quinta-feira em Florença, o último adeus ao zagueiro e capitão da Fiorentina, Davide Astori, que morreu no domingo devido a uma parada cardíaca, em um hotel de Udine, aos 31 anos. O funeral foi realizado na Basílica da Santa Cruz, onde uma multidão se reuniu para se despedir com diversos cartazes em agradecimento ao jogador.

Antes do enterro, o cortejo fúnebre fez uma parada no estádio Artemio Franchi, a casa da Fiorentina, onde várias pessoas esperavam com camisas e fotos do jogador. O funeral, privado e oficiado pelo arcebispo de Florença, Giuseppe Betori, contou com a presença dos companheiros de equipe e de jogadores de todas as categorias de base, visivelmente emocionados e vestidos com o uniforme do clube.

Milan Badelj leu uma mensagem representando todos os companheiros. “És o irmão e o filho que todos queriam ter. Seus pais não erraram nem uma vírgula com você. Não és como os outros, pois você é puro futebol, verdadeiro. Nossos pensamentos estão com seus pais, seus irmãos, Francesca e sua princesa Vichy”, disse.

Também compareceram representantes de outras equipes do futebol italiano. Da Juventus, foram o técnico Massimiliano Allegri, e os jogadores Gianluigi Buffon, Claudio Marchisio, Giorgio Chiellini, Rugani, Barzagli, Benatia, De Sciglio e Pjanic. Apesar da rivalidade com o clube de Turim, os torcedores da Fiorentina aplaudiram os atletas na chegada ao funeral.

Da Roma, o histórico ex-capitão Francesco Totti, o diretor-geral Mauro Baldissoni, o atacante Stephan El Shaarawy, o volante Radja Nainggolan e o meia Lorenzo Pellegrini. Da Inter de Milão, estiveram o ex-jogador Javier Zanetti, o técnico Luciano Spalletti, além de Ranocchia, Borja Valero e Vecino.

Ainda marcaram presença dirigentes esportivos e representantes políticos como o diretor executivo da marca Tod’s e um dos proprietários da Fiorentina, Diego Della Valle, além do ex-primeiro-ministro e antigo prefeito de Florença, Matteo Renzi.