Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jogador chileno revela “puxão de orelhas” da mulher por agredir torcedor

Gonzalo Jara afirmou estar arrependido de ter chutado o rapaz que invadiu o gramado do Maracanã no jogo contra o Uruguai

PORTO ALEGRE – Uma cena inusitada marcou a partida entre Chile e Uruguai na primeira fase da Copa América. Um torcedor, que usava uma máscara de galinha, furou o bloqueio dos seguranças e invadiu no gramado do Maracanã. O zagueiro chileno Gonzalo Jara não pensou duas vezes e deu um chute para derrubar o rapaz – para desespero do atacante Luis Suárez, que quis se aproveitar da agressão e pediu a expulsão do jogador. Na véspera da partida semifinal contra o Peru, Jara e o técnico Reinaldo Rueda concederam entrevista coletiva na Arena do Grêmio, palco da partida, e o jogador se mostrou arrependido pela atitude. Mas apenas por uma pressão da esposa.

Tabela completa da Copa América 2019

“Não buscava agredir essa pessoa, nem nada. Obviamente não voltaria a fazer isso, porque tenho família, tenho filhos e minha mulher deu um puxão de orelhas pelo que passou. Estou arrependido, porque sei que naquele momento eu não pensei direito. Só queria resolver isso rápido”, afirmou Jara, entre risos constrangidos pela pergunta sobre o assunto.

Jara, que protagonizou outra polêmica em campo, quando “apalpou” o atacante uruguaio Edinson Cavani e foi suspenso na Copa América de 2015, disse que a reação foi um instinto e que não repetiria o ato se isso acontecer novamente. “Não voltaria a fazer. Não queria que atrapalhasse o espetáculo que estava acontecendo tão bem. Estávamos atacando no momento, tínhamos a bola e queria que a situação se resolvesse logo”.

Chile e Peru se enfrentaram por uma vaga na final nesta quarta-feira, 3. A partida acontece às 21h30 na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.