Clique e assine a partir de 8,90/mês

Japoneses criam aplicativo para torcer nos estádios de forma remota

O recurso tenta recuperar o estímulo vindo das arquibancadas, e pode ajudar na tarefa de emular o ambiente tradicional de um jogo de futebol

Por Danilo Monteiro - Atualizado em 28 Maio 2020, 15h10 - Publicado em 28 Maio 2020, 15h05

Ávidos por soluções tecnológicas, o Japão está testando uma forma de conectar os torcedores de futebol, banidos dos estádios em função da pandemia de coronavírus, com os jogadores dentro de campo. A ideia por trás do aplicativo Remote Cheerer é incentivar os atletas de forma remota. Os usuários poderão gravar suas reações, como aplausos, vaias e gritos de incentivo, podendo enviá-las para o local da partida através de alto-falantes instalados ao redor do gramado.

Dependendo da quantidade de pessoas e de vezes que um comando é acionado, a intensidade dos gritos (e o volume sonoro) aumenta dentro de campo. A empresa Yamaha é a responsável por desenvolver o aplicativo e, segundo o jornal britânico The Times, está discutindo a venda do sistema para ligas europeias (entenda como a tecnologia funciona no vídeo abaixo). Para aqueles que adoram soltar palavrões e impropérios nos estádios, uma má notícia: os desenvolvedores também estão desenvolvendo um recurso para identificar insultos em diferentes línguas.

A volta do Campeonato Alemão está sendo atentamente analisada por países que pretendem retomar o futebol. Os jogos com portões fechados evidenciam a estranheza na Bundesliga. Afinal, apesar da bola rolando, o vazio das arquibancadas fazem a atmosfera do jogo de futebol mudar completamente. Alguns clubes tentaram minimizar o problema reproduzindo cânticos de suas torcidas através do sistema de som dos estádios, outros preenchem os assentos vazios com torcedores e bandeiras feitos de papelão.

No clássico entre Borussia Dortmund e Bayern de Munique, na última terça-feira, uma novidade foi testada no Signal Iduna Park: a “torcida DJ”. A ideia foi da Sky, detentora dos direitos de transmissão da Bundesliga na Alemanha. A emissora utilizou sons gravados em jogos antes da paralisação e um funcionário atentamente os reproduzia de acordo com o momento da partida.

Os cantos da torcida do Dortmund foram adaptados ao momento e aos episódios da partida. Quando o Bayern estava com a posse de bola, por exemplo, vaias eram entoadas no estádio vazio, assim como os tradicionais aplausos quando o time da casa ganhava o escanteio e o “uh” quando uma chance clara era desperdiçada. Em tempo, a novidade não foi capaz de evitar a derrota do Borussia para o Bayern por 1 a 0.

Caso as ligas não entrem em acordo com a Yamaha, o mesmo formato deve ser utilizado pela emissora na retomada do Campeonato Inglês, marcada para o dia 17 de junho.

Continua após a publicidade
Publicidade