Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

James Rodríguez: o adeus do craque ‘gente boa’ da Copa América

Carismático e habilidoso, o meia da seleção colombiana foi, com sobras, o jogador mais festejado do público na derrota para o Chile

James Rodríguez se sente em casa no Brasil. O camisa 10 da seleção colombiana costuma jogar seu melhor futebol em território brasileiro, mas não evitou a eliminação para o Chile nos pênaltis, nas quartas de final da Copa América, nesta sexta-feira, 28, na Arena Corinthians. O meia de 27 anos, apesar da atuação discreta nesta noite, foi um dos melhores jogadores do torneio e um líder de sua equipe, que caiu invicta na competição. Com dancinhas, sorrisos e português quase impecável ao soltar a voz cantando pagode para a imprensa, o craque soube como cativar o público.

Tabela completa de jogos da Copa América 2019

Antes mesmo da bola rolar nesta noite na Arena Corinthians, em São Paulo, a torcida presente comemorou como um gol o anúncio de James Rodríguez como titular da Colômbia. Quando o jogo começou, as lamentações em seus passes perigosos em direção à meta chilena e o frisson no estádio em cada vez que ele pegava na bola, driblava os adversários ou se aproximava da torcida para cobrar escanteios são exemplos do carinho do torcedor com o jogador.

A cara de tristeza resumia o sentimento do jogador depois da partida. A chateação pela eliminação, porém, não fez com que James deixasse de falar com a imprensa. “Estou frustrado porque queria seguir, gosto muito de jogar aqui, o Brasil me faz bem”, disse. “Estamos tristes porque fizemos coisas boas nesta competição e às vezes o futebol não é justo.” Antes de deixar a Arena Corinthians, James ainda cumprimentou o volante Arturo Vidal, do Chile, seu ex-colega de Bayern de Munique, com um beijo e foi para o ônibus.

A atuação abaixo do esperado de James e da Colômbia no 0 a 0 em Itaquera veio justamente no dia em que completam cinco anos de seu gol antológico contra o Uruguai, na Copa do Mundo de 2014, que lhe rendeu o prêmio Puskás, da Fifa, de gol mais bonito do ano. Naquele ano, o jogador colombiano foi o artilheiro da competição, com seis gols em cinco jogos, e posteriormente foi contratado pelo Real Madrid. Emprestado ao Bayern, ele tem futuro indefinido, mas seu destino provável é o Napoli, da Itália.