Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jamaica na África e preconceito: as caneladas do técnico Vadão

Técnico da seleção brasileira feminina cometeu gafes após convocar o time que disputará o Mundial da Fifa

O técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, acumula nove derrotas nos últimos nove jogos da seleção brasileira feminina e irritou ainda mais torcedores nesta quinta-feira, 16, com vários comentários depois de anunciar as 23 convocadas para a Copa do Mundo da Fifa, de 7 de junho a 7 de julho, na França.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo Feminina 2019

Primeiro, Vadão falhou na geografia ao analisar uma das adversárias do Brasil na primeira fase, a estreante Jamaica. “Temos a Jamaica, que é surpresa, pois nunca tinha participado, já tínhamos visto vários jogos. É uma equipe que não foge da característica do futebol africano, muita estatura, atacantes altas, que sabem proteger”, afirmou o técnico sobre o país da América Central, não da África.

Depois, o treinador de 62 anos, com passagens por grandes clubes do futebol masculinos como Corinthians e São Paulo, foi acusado de preconceito ao comparar os ambientes do vestiário de homens e mulheres.

“Quando entramos no vestiário, elas não paravam de falar, porque é difícil, elas não param mesmo. (…) Os homens  têm uma discussão ou outra mas são raros os casos. Com mulheres é mais frequente quando estão nervosas. Às vezes, é um pouco mais difícil acalmar as mulheres naqueles momentos.” O Brasil estreia no Mundial em 9 de junho, contra a Jamaica, em Valenciennes. Pela primeira vez, os jogos do Brasil serão transmitidos em TV aberta, pela Globo e pela Band.